News

Empresa japonesa CAICA entra no mercado cripto

por Rodrigo Camilo

20/11/2017 - 12:52 pm

Japão em ascensão

A empresa de softwares japonesa, CAICA, se tornou a mais recente empresa a entrar na indústria das criptomoedas com uma nova subsidiária capitalizada em 10 milhões de ienes.

CAICA Inc., uma empresa de softwares japonesa, é conhecida por desenvolver soluções em softwares para um número de processos financeiros, incluindo operações bancárias na internet, câmbio internacional e sistemas de pagamentos entre bancos japoneses. A empresa já confirmou sua entrada no espaço das criptomoedas, acompanhando a explosão de reconhecimento e integração de moedas como o bitcoin no Japão.

Em um anúncio em [PDF], a empresa confirmou sua decisão em entrar no “mercado de moedas virtuais por conduzir pesquisas, desenvolver sistemas de moedas virtuais, investir em moedas virtuais e no negócio de investimentos [em moedas virtuais]”.

O Japão se tornou um lugar mais amigável para criptomoedas após a legislação que reconheceu bitcoins como um método de pagamento legal no país. Dentro de um mês, empresas japonesas estavam se apressando para cumprir a demanda e um apetite crescente por criptomoedas com cerca de 18 empresas se candidatando ao mercado de criptomoedas. Notávelmente, 10 das 18 empresas se tornaram novos operadores no mercado. Um exemplo notável é o da corporação de internet japonesa, GMO, que lançou sua plataforma de comércio de bitcoins em maio. Em setembro, a agência de serviços financeiros do Japão (FSA), concedeu licenças para 11 empresas de bitcoin japonesas sob novos regulamentos para promover “o desenvolvimento de mercado sadio” da indústria de criptomoedas do país.

Leia mais: Governo australiano concede $8 milhões para projeto em blockchain

Um trecho do anúncio da CAICA explica:

Clientes, mercados e ambientes estão passando por mudanças drásticas e percebem que as decisões de negócios e de desenvolvimento de negócios devem responder rapidamente a esta mudança… Para isso, é necessário estabelecer uma subsidiária como uma empresa especializada.

Além disso, a empresa delineou um número de áreas em que estará presente, sendo elas:

  • Pesquisa, desenvolvimento, vendas, manutenção e conservação de sistemas relacionados à moeda virtual,

  • Pesquisa, desenvolvimento, vendas, manutenção e manutenção de sistemas relacionados ao blockchain,

  • Desenvolvimento de soluções em ICO para aquisições de fundo usando moeda virtuais e tokens,

  • Investimento e operação de transações em moeda virtual,

  • Desenvolvimento e operação de produtos financeiros derivados usando moedas virtuais e;

  • Pesquisa e investigação em moedas virtuais, fornecendo informações e consultoria.

A subsidiária japonesa foi lançada hoje, dia 20 de novembro, e começará suas operações no dia 1 dezembro com uma capitalização de 10 milhões de ienes.

Fonte: cryptocoinsnews.com