News

John McAfee desafia o ceticismo de Jamie Dimon sobre o bitcoin

por Juliana Roguim

15/09/2017 - 12:12 pm

McAfee desafia a afirmação de Dimon de que o bitcoin é uma “fraude” que acabará por explodir.

Dimon chamou o bitcoin de uma “fraude” que acabará por explodir, na última terça feira. McAfee, cuja empresa MGT Capital Investments minera a criptomoeda, disse que respeita a Dimon e as pessoas em sua posição que “não são idiotas”, mas desafiou as críticas de Dimon.

“Você chamou o bitcoin de uma fraude”, disse a McAfee ao “Fast Money” da CNBC na quarta-feira. “Eu sou um minerador de bitcoin. Criamos bitcoins. Criar a moeda, custa mais de $1.000. Quanto custa para um dólar dos EUA? Qual é a fraude? Porque custa o que o papel custa, ou custa para mim e a outros mineradores mais de $1.000 por moeda. Isso é chamado de prova de trabalho “.

Os mineradores investem quantidades “maciças” de tecnologia de supercomputação e eletricidade na criação de bitcoins, disse a McAfee. Certamente, então, há valor na criação de um bitcoin, acrescentou.

 

A Bitcoin enfrentou uma desvalorização porque é altamente volátil. A moeda digital foi comercializada na quarta-feira à por volta de $3.870.

“E o fato é, o bitcoin está crescendo consistentemente em seu uso e seu valor”, disse McAfee. “Claro que ele vai subir e cair como todas as novas tecnologias fazem. Mas, ao mesmo tempo, certamente não é uma fraude”.

Leia mais: Bitcoin vai abaixo de $3500 em meio ao China Crackdown

Ele fez uma aposta obscena no Twitter no início deste verão, que o bitcoin chegaria a $500.000 dentro de três anos. Na quarta-feira, ele disse que as pessoas chamavam o bitcoin de bolha e que explodiria em algum momento, foram frustradas nas suas expectativas. Além disso, a tendência a longo prazo do bitcoin é de que o bitcoin cresça consistentemente, acrescentou a McAfee.

Conhecido por seus produtos pioneiros de software de antivírus da McAfee Security, agora parte da Intel, bem como seus comentários exacerbados para as mídias e sua postura “fora” da lei. Em julho, a McAfee resolveu um processo com a Intel por seu direito de usar seu nome em outros produtos. Ele concordou em não usar seu nome, marcar seu nome ou usar certas frases, incluindo seu nome.

Veja a entrevista na íntegra:

Fonte: Al Zibluk