A Microsoft afirmou ver potencial em utilizar blockchains públicos para apoiar identidades descentralizadas, estando disposta a explorar estas possibilidades em seu aplicativo autenticador.

Em uma postagem feita no dia 12 de fevereiro, a Divisão de Identidade da Microsoft reafirmou sua crença na tecnologia blockchain ser a melhor alternativa para armazenar, manter, proteger e distribuir informações de identificação de usuários em um ambiente descentralizado e à prova de adulterações.

Leia mais: A chefe do IMF Christine Lagarde diz que regulamentação cripto internacional é inevitável e necessária

Ankur Patel, da Divisão de Identidade da Microsoft, declarou no post:

“Alguns blockchains públicos (bitcoin, ethereum, litecoin, e mais alguns) fornecem uma fundação sólida para rootar DIDs, gravar operações DPKI, e realizar atestações em anchoring.”

Isto posto, a companhia admitiu que a escalabilidade é um obstáculo crucial a ser vencido, a fim de que a autenticação de identidade descentralizada esteja disponível para milhões de usuários simultaneamente. Desta forma, a empresa explicou que está focada em desenvolver camadas adicionais para atingir sua meta de escalabilidade.

“Visando superar estas barreiras técnicas, nós estamos elaborando dois protocolos em camadas descentralizadas que funcionem nestes blockchains públicos, a fim de atingir escalamento global, enquanto preservamos os atributos de um excelente sistema DID,” escreveu Patel.

Resultado de imagem para microsoft

Por enquanto, a empresa fará experimentos com identidades descentralizadas adicionando suporte para as mesmas em sem aplicativo autenticador, que já possui milhões de usuários ao redor do mundo.

No que parece ser uma alfinetada ao Facebook, que é usado de forma ampla e controversa pela internet para acessar diferentes serviços e sites, o post descreve:

“Em vez de garantir consentimento para uma gama de aplicativos e serviços, tendo seus dados de identificação espalhados para inúmeros fornecedores, as pessoas precisam de um hub digital seguro e encriptado onde possam armazenar seus dados, além de possuírem fácil acesso aos mesmos.”

O anúncio foi dado menos de um mês após a aliança entre Microsoft e blockchain, a Hyperledger, se juntar ao projeto da ONU chamado ID2020 Project, cujo objetivo é criar um sistema seguro e verificável de identificação digital que possa escalar.

Leia mais: O que é DAICO?

A Microsoft doou $1 milhão para a iniciativa ID2020 durante o Fórum Econômico Mundial, realizado em Davos, no mês passado.

Fonte: CoinDesk

Edição: Webitcoin