1.500 pessoas envolvidas em fraude de criptomoeda na mineração Dogecoin na Turquia

As autoridades na Turquia estão investigando a operadora Turgut, que supostamente criou um esquema de criptomoeda na mineração Dogecoin .

Aproximadamente 1.500 pessoas envolvidas em fraude de criptomoeda na mineração Dogecoin na Turquia, o valor estimado da fraude é de US $ 119 milhões.

De acordo com relatórios da TV100, os promotores turcos deram a notícia de sua investigação sobre a plataforma de mineração DOGE.

Esse golpe prometia a seus investidores um retorno de 100% sobre seus investimentos feitos em apenas 40 dias.

E só as autoridades afirmam que a suposta operadora e seus 11 associados já conseguiram arrecadar quase 350 milhões de DOGE , o equivalente a US$ 119 milhões, por meio desse método.

Como funcionava o golpe Dogecoin

Basicamente, explorando o hype em torno do cripto meme, os golpistas conseguiram atrair até 1.500 cidadãos turcos para sua armadilha, enchendo-os de entusiasmo, envolvendo-os em eventos de networking em lugares elegantes e luxuosos, tudo ao mesmo tempo se comunicando com eles por meio de um grupo no telegram.

Típico do esquema Ponzi, o investimento e o programa de afiliados estavam relacionados à mineração Dogecoin, apenas na palavra. Na verdade, cada participante teria que investir um capital inicial para ajudar a plataforma a comprar novos equipamentos de mineração; em troca, eles receberiam seu lucro de 100% em 40 dias.

Mais um golpe de esquema ponzi agora com mais de 1.500 pessoas envolvidas em fraude de criptomoeda na mineração Dogecoin na Turquia

A plataforma pagou pelos primeiros três meses , então , como em qualquer esquema, bloqueou as retiradas e os proprietários desapareceram no ar com o saque.

A investigação do gabinete do promotor-chefe do subúrbio de Küçükçekmece de Istambul visa localizar Turgut e seus 11 associados, já tendo emitido uma ordem restringindo o acusado de viajar para fora do país.

Golpes da Turquia e criptomoeda: não apenas Dogecoin

É seguro dizer que a disseminação da criptomoeda na Turquia desencadeou vários golpes envolvendo mais do que apenas DOGE.

Na verdade, em abril deste ano, a exchange Thodex , que está ativa desde 2017, supostamente encerrou as operações durante a noite, sem dar aos usuários a oportunidade de retirar seu BTC e criptomoeda, desaparecendo no ar.

Com o desaparecimento total, os usuários da exchange turca Thodex entraram em pânico.

Além disso, é importante notar que o bloqueio repentino da exchange supostamente aconteceu em um momento em que o Bitcoin estava tocando seu ATH – recorde histórico – de US$ 65.000 , trazendo todo o resto das criptomoedas para o verde também.

A proibição da criptomoeda e a ascensão de golpistas

A falta de controle do governo turco sobre o gerenciamento de criptomoedas fez com que ele emitisse uma lei regulatória no início de abril, banindo o uso de Bitcoin e outras criptomoedas.

A proibição do uso de criptomoedas em pagamentos também envolve exchange, e talvez o problema do desaparecimento da Thodex também possa ser atribuído a essa lei, em vez de ser um verdadeiro golpe de saída de criptomoeda.

Em vez disso, é diferente do esquema da criptomoeda da plataforma de mineração DOGE, em que os operadores agiram intencionalmente para enganar os usuários e roubá-los.

Em ambos os casos, foram os cidadãos turcos que perderam.

 

Fonte: Cryptonomist

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8