3 coisas que você precisa saber sobre os novos tokens da Shiba Inu

3 coisas que você precisa saber sobre os novos tokens da Shiba Inu
Imagem: Watcher Guru

Shiba Inu planeja lançar um token de recompensa chamado TREAT e reforçar sua stablecoin – SHI – para que não falhe como outros projetos semelhantes.

O líder anônimo da Shiba Inu, conhecido sob o pseudônimo Shytoshi Kusama, revelou que o projeto apresentará um novo token de recompensa chamado TREAT. Além disso, a equipe concentrará alguns de seus esforços em sua stablecoin SHI para evitar que ela sofra o destino do UST da Terra. As informações são do site CryptoPotato.

TREAT e SHI

“Shib Army We March On…” Foi assim que Shytoshi Kusama intitulou seu anúncio mais recente aos usuários. Nele, o chefe anônimo do projeto delineou as graves questões macroeconômicas e a “escassez em vários aspectos da vida normal” que a sociedade atualmente tem que lidar.

Em tempos de condições tão adversas os indivíduos devem proteger sua sanidade mental e espiritual e cuidar de sua família e bens, aconselhou Kusama. As quedas de mercado também devem ser vistas como um período estratégico em que as pessoas podem fazer investimentos táticos.

“Gates comprando uma tonelada de terras agrícolas enquanto o WEF pressiona para diminuir o nitrogênio nas fazendas para os holandeses” podem ser considerados exemplos, de acordo com o líder.

Kusama explicou ainda quais mudanças a Shiba Inu está prestes a introduzir em meio à turbulência. O principal objetivo do projeto é liberar um token de recompensa chamado TREAT. Isso ajudará a equilibrar a stablecoin o SHI e obter recompensas para o Metaverso, além da versão blockchain do Shiba Collectible Card Game.

“Este é um grande passo no desembarque final deste projeto maciço para a descentralização total”, destacou Kusama.

Além disso, um suprimento limitado de TREAT será distribuído aos membros leais da Shiba Inu que fizeram parte do projeto durante meses prósperos e desafiadores.

Kusama também abordou SHI – a stablecoin da Shiba Inu. Lembrando alguns fiascos com esses produtos (incluindo o UST da Terra), o executivo garantiu que a equipe por trás da SHI foi reforçada com desenvolvedores independentes cuja tarefa é evitar uma crise semelhante.

O objetivo principal da stablecoin é operar tanto na Ethereum quanto no Shibarium (uma solução blockchain proposta por Ryoshi – o criador da Shiba Inu).

“Aborrecedores da SHIB, qual é o seu objetivo?”

Criado em agosto de 2020, o projeto autoproclamado “Dogecoin killer” rapidamente conseguiu emergir no cenário das criptomoedas. Em um ponto do ano passado, o preço do ativo subiu mais de 100.000.000%, tornando-o um dos melhores desempenhos do mercado. Apesar do tremendo interesse nele, muitos alegaram que o token não possui nenhum caso de uso específico, e seu sucesso foi impulsionado por puro hype.

Segundo Kusama, alguns indivíduos chegaram a demonstrar certo tipo de agressão ao projeto, ameaçando membros da equipe da Shiba Inu e suas famílias. Ele acredita que tal atitude é inadequada, pois esses desenvolvedores trabalharam apenas para o progresso da memecoin:

“Qual é o teu objetivo? É para prejudicar o projeto? Para prejudicar as pessoas que não fizeram nada além de tentar tornar a Shiba o melhor possível?

Ele assumiu que alguns dos ataques poderiam ser realizados para que o preço da SHIB pudesse cair, criando uma oportunidade de compra. Vale a pena notar que a atual avaliação em dólares do token caiu mais de 80% desde seu pico em outubro passado. Naquela época, sua capitalização de mercado ultrapassou US$ 40 bilhões, enquanto no momento da redação desse texto está em torno de US$ 6 bilhões.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.