3xBit/EletroPay bate recorde no Shark Tank Brasil e repercute na rede

Participação da Eletropay movimentou o Twitter na última sexta-feira

A participação da Eletropay/3xBit no programa Shark Tank Brasil, exibida em rede nacional pela Rede Bandeirantes, foi um sucesso e bateu o recorde de investimentos na versão brasileira do programa até o momento.

O programa Shark Tank Brasil — Negociando com Tubarões é a versão brasileira do game show estadunidense Shark Tank, que teve a estreia em 13 de outubro de 2016, pelo Sony Channel.

O programa apresenta aspirantes a empreendedores que realizam a apresentação do negócio ao investidores “tubarões”, que então podem decidir se fazem uma proposta para colaborar com a empresa.

Para quem está chegando de paraquedas e não sabe o que é EletroPay, trata-se de um dispositivo POS, ou maquinha de cartão de crédito, desenvolvido para receber pagamentos eletrônicos. O diferencial aqui é suporte para criptomoedas.

A motivação fica clara quando percebemos que a empresa de pagamentos pertence ao mesmo grupo que comanda  a exchange 3xBit, cujo CEO (e um dos representantes da empresa no programa) é Saint Clair Izidoro.

Recorde no programa

Interagindo com o público durante toda a exibição do episódio, o perfil do programa no Twitter destacou o feito obtido pela Eletropay:

O momento apontado pelo perfil se refere ao aporte de R$ 3,2 milhões feito por Camila Farani em troca de 20% de participação societária na empresa. Segundo informações do site Dinheirama,  Camila é Presidente no Gávea Angels, primeiro grupo de investidores-anjo do Brasil, e está à frente do MIA (Mulheres Investidoras Anjo), uma iniciativa que busca fomentar o investimento-anjo feminino.

Um misto de dúvida e animação pôde ser visto entre os espectadores quando Farani fez sua oferta. O perfil do programa, é claro, não deixou de agitar os internautas:

Atrasos na 3xBit e incentivos

A participação da Eletropay/3xBit vem em momento oportuno. Muito criticada pelos recentes atrasos nos saques dos clientes, a participação no programa foi vista de maneira extremamente positiva pela comunidade cripto.

Assuntos fixo no universo cripto durante os dois dias posteriores à exibição do programa, a participação de uma empresa vinculada ao mercado de criptomoedas foi vista como benéfica para a popularização cripto no Brasil.

Com boa audiência, o programa pôde mostrar Bitcoin e criptomoedas para um público que não conhece muito sobre o assunto. E como não poderia deixar de ser, o perfil do programa no Twitter não perdeu a chance de fazer piada sobre o assunto:

Entretanto, todo o marketing positivo da gerado pelo programa não apaga o fato dos atrasos. Pedindo recentemente ampliação de prazo e um número elevado de documentos para liberação dos valores retidos na plataforma, a 3xBit tem um prazo estipulado de 14 a 18 de outubro para cumprir a primeira parte do cronograma de pagamentos.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.