80% do suprimento de circulação de Bitcoin agora pertencem a detentores de longo prazo

Os investidores estão segurando seus bitcoins agora mais do que nunca.

80% do suprimento de circulação de Bitcoin agora pertencem a detentores de longo prazo. As tendências de venda que geralmente ocorrem durante os mercados em alta não foram observadas nas altas recentes, sugerindo que os detentores de todos os setores estão optando por manter suas criptomoedas em vez de vendê-las com lucro. Isso levou a menos ‘mãos fracas‘ no mercado e as ‘mãos de diamante‘ aumentaram.

Um relatório da Glassnode mostra que o número de detentores de bitcoins de longo prazo atingiu um novo recorde histórico. Um recorde de 80,5% do estoque circulante de bitcoin agora está sendo mantido em carteiras de longo prazo.

Isso ocorre apesar das recentes recessões que levaram o sentimento do mercado a um medo extremo. Os investidores individuais e institucionais consideraram a queda dos preços como uma oportunidade para “comprar o mergulho”.

Fornecimento de curto prazo de bitcoin atinge o mínimo em seis anos

Um relatório da Bitcoinist destacou que a oferta de bitcoin atingiu uma nova baixa. O valor total de bitcoin gasto em um período de três meses havia chegado a apenas 16,6% de toda a oferta circulante do ativo digital, um volume que não era visto desde 2015. Isso mostrou forte sentimento de espera entre os investidores, que estão comprando mais e vendendo menos, e movendo suas moedas para carteiras seguras para mantê-lo por longo prazo.

Tabela de preços Bitcoin da TradingView.com

O declínio da oferta de curto prazo contribui diretamente para o aumento das mãos de diamantes em todo o mercado. Trazendo à luz outra tendência interessante que mostrou que os investidores estavam indo contra a corrente com os mercados em alta. Um relatório da Arcane Research mostrou que mesmo quando os preços do bitcoin estavam em alta, a oferta circulante de curto prazo continuava caindo.

Uma queda na oferta de curto prazo ao longo do tempo levará a um aperto na oferta, onde não haverá oferta suficiente para alimentar a demanda de investidores de criptoativos. Isso levará inadvertidamente à escassez e fará com que o preço do ativo digital suba rapidamente.

As baleias não ficam de fora da ação

O número de baleias bitcoin diminuiu significativamente nos últimos meses. Essas carteiras com pelo menos 1.000 BTC  armazenam quase metade do estoque circulante de bitcoins. O número dessas carteiras diminuiu devido a esses detentores venderem seus ativos ou consolidar seus ativos em carteiras únicas para custódia. Mas as carteiras de baleias que sobraram estão ganhando espaço.

Os dados mostram que, apesar do número decrescente de carteiras de baleias com pelo menos 1.000 bitcoins, o volume de bitcoins que é mantido pelo endereço de baleia restante é apenas 1% menor do que o número total de endereços de baleia. Isso indica que as baleias estão comprando e segurando mais bitcoins, e o número de detentores de mãos de diamante no mercado aumentou.

 

Fonte: Bitcoinist

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8