87% dos americanos conhecem as criptomoedas

Apenas 13% dos residentes americanos nunca ouviram falar de Bitcoin, éter ou qualquer outra criptomoeda.

De acordo com uma pesquisa recente conduzida pelo Pew Research Center, a grande maioria dos adultos norte-americanos (86%) já ouviu pelo menos um pouco sobre moedas digitais. No entanto, apenas 16% dos participantes admitiram ter investido pessoalmente em algum delas.

Americanos estão cientes da criptomoeda

O think tank apartidário – Pew Research Center – entrevistou mais de 10.000 cidadãos americanos para determinar o nível de consciência em criptomoeda entre eles. Pelos resultados, 24% dos participantes disseram que sabem muito sobre ativos digitais, enquanto 62% afirmaram que só ouviram falar deles. 13% não sabem o que são Bitcoin, Ethereum ou quaisquer outros ativos virtuais.

A pesquisa também revelou que 31% dos cidadãos norte-americanos que ganham mais, têm mais probabilidade de ter ouvido falar de criptomoedas, enquanto a porcentagem é de 25% entre aqueles com salário mediano. Apenas 21% dos indivíduos de menor renda possuem conhecimentos básicos sobre o assunto.

O número de pessoas cientes das criptomoedas cresceu significativamente, desde que uma pesquisa semelhante, em 2015, mostrou que menos de 50% dos indivíduos sabiam sobre o Bitcoin.

A parcela dos investidores em criptomoedas reais e daqueles que lidam com a classe de ativos, no entanto, é de apenas 16%. As tendências mudam drasticamente quando se fala em homens de 18 a 29 anos. De acordo com a pesquisa, eles são o grupo demográfico mais ativo do setor, com 43% com experiência em investimento, negociação ou uso de ativos digitais. Essa participação entre as mulheres com menos de 30 anos é de 19%.

De forma um tanto esperada, pessoas acima de 65 anos não demonstraram nenhum desejo de entrar no movimento dos ativos digitais, e apenas meros 3% delas admitiram ter lidado com a classe de ativos.

Alguns americanos fizeram fortuna com investimentos em criptomoeda

Dados de outra pesquisa recente mostraram que cerca de 4% dos residentes dos EUA que investiram no mercado de criptomoeda pediram demissão de seus empregos nos últimos 12 meses porque tiveram lucros suficientes. 7% dos participantes disseram conhecer alguém que saiu do emprego porque acumulou ganhos de criptomoeda.

Olhando mais de perto, a grande proporção de indivíduos está nas faixas de renda mais baixas, uma vez que 64% eram pessoas que não recebiam mais do que US $ 50.000 por ano. Por outro lado, apenas 8% daqueles que ganham mais de US $ 150.000 o fizeram.

  • Veja também: NovaDAX comemora aniversário de 3 anos com promoção e novas criptomoedas
  • Os resultados parecem ter impressionado Mark Cuban, o empresário bilionário e dono do The Dallas Mavericks, já que ele até compartilhou a postagem em sua conta pessoal no Twitter. Ele deu a entender que essa porcentagem pode aumentar no futuro, se o Bitcoin e as Altcoins continuarem a aumentar em relação ao dólar.

    Fonte: Crypto Potato

    Foto de Washington Leite
    Foto de Washington Leite O autor:

    Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno.Bitcoin: The money of the future

    WashingtonLeite_