A carteira de Bitcoin mais secreta do mundo movimentou mais de R$ 5 bilhões

A maior carteira secreta de Bitcoin acaba de ser esvaziada. Mas para onde foi o dinheiro?

A maior carteira de Bitcoin que pertence a uma entidade ou indivíduo desconhecido movimentou recentemente 101.857 BTC, no valor de pouco mais de US$ 933 milhões (mais de R$ 5 bilhões). A transferência foi notada pela primeira vez pelo serviço automatizado de rastreamento de criptomoedas “Bitcoin Block Bot” em 27 de junho.

E por essa transação gritante, o misterioso proprietário da carteira pagou apenas US$ 0,48 em taxas.

O endereço foi documentado como o mais rico entre as carteiras BTC não cambiais (de exchanges) em abril, quando detinha 0,55% de todo o Bitcoin existente na época. E mesmo quando comparada às principais exchanges, ficou em terceiro lugar – atrás de Huobi e Binance.

Embora os fundos pertencentes às exchanges sejam compostos por fundos de clientes, não está claro quem realmente é o proprietário do Bitcoin neste endereço. É possível que também possa ser uma carteira de exchange ou pertencer a grandes investidores de Bitcoin, como os Winklevii.

(Após entrar em contato com um usuário do Reddit, o Decrypt apontou que a carteira pertence à BitStamp por meio da plataforma de custódia BitGo. Contudo, ao entrar em contato com as duas empresas, Debra Bar, diretora de marketing da BitGo, disse: “Obrigado por entrar em contato. Por motivos de privacidade, não podemos confirmar clientes ou seus endereços.”)

Os fundos foram enviados para carteiras mais desconhecidas. De acordo com a Blockchain.com, a recente transação de US$ 933 milhões foi dividida entre duas carteiras de recebimento anônimas. O primeiro recebeu 5.000 BTC (US$ 45,8 milhões), enquanto a restante obteve 96.857 BTC (US$ 887,4 milhões). A carteira maior agora é a segunda maior carteira de Bitcoin, de acordo com o BitInfoCharts. Ela segue atrás apenas da cold wallet da Huobi.

A carteira original foi financiada pela primeira vez em 1º de abril deste ano – por meio de uma transação bastante semelhante – e muito pouco de seus Bitcoins haviam sido movidos até agora. Talvez o investidor responsável queira mudar seus Bitcoins para uma nova carteira a cada poucos meses. Mas por que?

Fonte: Decrypt

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.