A Dogecoin poderia ser o novo Bitcoin?

Tem gente levando a moedinha do meme bastante a sério

É uma fantasia que está circulando especialmente entre algumas celebridades, em particular talvez pela atenção considerável que Elon Musk tem dedicado a este projeto ao longo do tempo.

No entanto, embora Musk esteja claramente brincando quando menciona a Dogecoin, isso não parece ser totalmente verdadeiro para outras celebridades.

Recentemente, por exemplo, o ex-vocalista do Skid Row, Sebastian Bach, mencionou isso em seu perfil oficial do Instagram.

“Você está perdendo Dogecoin como você perdeu bitcoin? #Dogecoin vai abalar o seu mundo!”

O vídeo com o qual lançou esta provocação está no perfeito estilo de Sebastian Bach, por isso é difícil acreditar que seja uma piada, como os tweets de Elon Musk.

A Dogecoin não pode competir com o Bitcoin

A Dogecoin (DOGE) estreou nos mercados cripto em 2013 a um preço irrisório de menos de um milésimo de um dólar.

Até o boom devido à bolha especulativa no final de 2017, o valor nunca ultrapassou um centavo, mas em dezembro daquele ano disparou, atingindo o máximo histórico de quase 2 centavos em 7 de janeiro de 2018.

Em 2017, seu valor cresceu 8000% ao longo de um único ano.

Mas depois de janeiro de 2018, nunca mais conseguiu voltar a esses números. Em vez disso, ao longo do ano perdeu 90% em valor com suas máximas, voltando a ficar abaixo de 2 milésimos de dólar no final do ano.

Entretanto, em dezembro de 2020 começou a subir novamente, chegando a quase 1,2 centavos de dólar dos EUA em 3 de janeiro deste ano. No entanto, ainda está muito longe de suas altas históricas.

O fato é que a Dogecoin é um projeto de criptomoedas que começou como uma piada, mas sobreviveu ao longo do tempo.

Deve-se notar, contudo, que com uma capitalização de cerca de US$ 1 bilhão, ela ocupa o 35º lugar no CoinMarketCap entre as criptomoedas mais capitalizadas, atrás da IOTA, mas acima da Filecoin.

Embora esses números mostrem que o projeto ainda está muito vivo, ele não parece ser capaz de competir com o Bitcoin, de ser uma alternativa a ele, ou de ter potencial para seguir seus passos.

Basta dizer que a capitalização de mercado do BTC ainda é mais de quinhentas vezes maior, e que no último mês o Bitcoin já mais do que dobrou o recorde histórico registrado durante a bolha especulativa no final de 2017.

Isso não diminui o fato de ter seguidores, principalmente nas redes sociais, visto que na verdade nasceu ali, graças a um meme.

Fonte: Cryptonomist

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.