“A moeda oficial da China será uma criptomoeda”, diz Donald Tapscott

Especialista afirma que futuramente a China utilizará uma versão digital de sua moeda

Durante uma entrevista publicada na última quarta-feira (17) pela Bloomberg, o pesquisador, consultor especializado em estratégia corporativa e escritor do livro Blockchain Revolution, Donald Tapscott, afirmou que futuramente a moeda corrente na China será uma versão digital do remimbi, atual moeda nacional.

“… em 20 anos nós não estaremos utilizando Bitcoin na China. O povo chinês estará utilizando remimbi, só que o remimbi se tornará uma criptomoeda (…), o Banco Central da China irá transformá-lo em uma moeda digital”

O especialista disse ainda que recentemente se encontrou com o vice-presidente do Partido Comunista da China, que afirmou que o atual presidente Xi Jinping acredita que o blockchain “é uma das tecnologias mais importantes para o futuro da China”.

Falando sobre a tecnologia e o conceito de descentralização, Tapscott citou o “fiasco” da exchange canadense QuadrigaCX. De acordo com ele, o caso foi resultado de má governança, visto que foi adotado um modelo centralizado onde supostamente só um indivíduo possuía o controle de todas as carteiras da plataforma.

Logo no início da entrevista, o especialista afirma que exchanges descentralizadas irão dominar o mercado por oferecer mais transparência aos usuários. De acordo com ele, tanto criptomoedas quanto moedas fiat serão negociadas em tais plataformas, acrescentando que as exchanges centralizadas “estão cheias de todo o tipo de mau comportamento”.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli