A volta da Bithumb no cenário mundial e a alta do Bitcoin

A criptomoeda supera US$7000 no mesmo dia em que exchange Sul Coreana volta à internet

A Bithumb, quinta maior exchange do mundo, voltou à ativa esta semana após perder em torno de $30 milhões para hackers em junho.

Leia mais:Caso Atlas Quantum: CEO da empresa presta novos esclarecimentos sobre o caso, saques paralisados

Diante do ocorrido, a empresa havia sido forçada por sua parceira bancária Nonghyup Bank  a paralisar temporariamente o serviço de aceitação de novo clientes.

A volta da Bithumb e a alta do Bitcoin

Durante o mês de agosto, o volume diário de transações da Bithumb girava em torno de US$72 milhões. Nesta terça-feira (28 de agosto), segundo dados da CoinMarketCap, o volume subiu para cerca de US$362 milhões.

Atualmente, a Coreia do Sul ocupa o quarto lugar no mercado mundial de Bitcoin. Sendo assim, a volta da Bithumb pode ter influenciado diretamente na alta da criptomoeda nesta semana.

Leia mais:Com alta de 4%, Bitcoin supera a marca de US$7000

Em janeiro deste ano, o Ministro da Justiça da Coreia do Sul informou que o governo estava considerando paralisar as exchanges do país, mas após uma petição com 280 mil assinaturas e uma resposta negativa dos investidores, a ideia foi deixada de lado.