Ações da CD Projekt Red caíram quase 30 por cento na semana de lançamento de Cyberpunk 2077

Falhas, bugs e problemas técnicos deixam os traders pessimistas

2020 09 30 image 47
Apesar de oito anos de desenvolvimento e três atrasos de última hora, o lançamento de Cyberpunk 2077 não foi tão tranquilo quanto a CD Projekt Red poderia ter esperado. Os jogadores relataram vários bugs, o que não é incomum nas primeiras versões de um jogo. No entanto, alguns o chamaram de “impossível de jogar” no PS4 e no Xbox One padrão. As ações da CD Projekt Red tiveram um declínio dramático na semana em torno do lançamento bem-sucedido de seu altamente antecipado Cyberpunk 2077. Desde 4 de dezembro, as ações da CD Projekt Red despencaram quase 30 por cento.

A queda no início deste mês foi provavelmente precipitada por análises iniciais. A maioria dos críticos gostou do jogo, mas relatou ter encontrado vários bugs e problemas técnicos. Desde o seu lançamento em 10 de dezembro, tem havido várias reclamações de bugs de usuários nas redes sociais, desde o pênis dos personagens saindo da roupa até o jogo ser “impossível de jogar” por causa de problemas de textura e quedas de frame rate.

Ações CD Projekt Red

Na sexta-feira as ações da CDPR subiram ligeiramente – de $ 22,10 por ação na abertura para $ 22,40 no final do dia – permanecendo praticamente estável ao longo do dia. Contudo, uma recuperação não está fora de cogitação.

A CD Projekt Red sofreu um longo declínio a partir de agosto, logo depois de anunciar um segundo atraso e tudo piorou com relatos de funcionários sendo sobrecarregados com tempo “forçado” de trabalho. Os preços das ações caíram 32,5%, de US$ 31,10 para US $ 21 por ação, mas voltaram aos níveis anteriores em 4 de dezembro. As chances são de que o CDPR possa ter uma recuperação semelhante, uma vez que tenha corrigido a maioria dos principais bugs do Cyberpunk.

Fonte: TechSpot

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.