Ações da MicroStrategy subiram 15% depois que Michael Saylor deixou o cargo de CEO

Ações da MicroStrategy subiram 15% depois que Michael Saylor deixou o cargo de CEO

As ações da MicroStrategy dispararam significativamente com a notícia da renúncia de Michael Saylor como CEO da empresa.

O ex-CEO da MicroStrategy – Michael Saylor – abdicou do cargo e assumiu outro cargo na empresa. Ele atuará como presidente executivo do conselho, especialmente focado na defesa do Bitcoin. A notícia impactou positivamente as ações da empresa, subindo 15% em 48 horas após o anúncio. As informações são do site CryptoPotato.

No início desta semana, a corporação americana de business intelligence – MicroStrategy – divulgou algumas mudanças internas. O presidente da empresa e ex-CFO – Phong Le – tornou-se o novo CEO, enquanto o anterior (Michael Saylor) assumiu o cargo de presidente executivo.

Este último argumentou que as mudanças tornarão a empresa mais forte e continuarão sua missão de expansão. Por sua parte, Saylor (que é um defensor declarado do Bitcoin) afirmou que terá mais tempo para se concentrar na criptomoeda primária.

Curiosamente, a divulgação impulsionou o preço das ações negociadas em bolsa da MicroStrategy. Dois dias atrás, a empresa estava sendo negociada a cerca de US$ 280, enquanto no momento da redação desse texto estava em alta de 15% – US$ 320.

Bitcoin e MicroStrategy estão profundamente conectados. A entidade geralmente distribui alguns de seus saldos de caixa no ativo, pois sua última compra ocorreu em junho. Naquela época, comprou US$ 10 milhões em criptomoedas, o que significa que todo o estoque aumentou para 129.699 BTCs.

A empresa gastou pouco menos de US$ 4 bilhões para adquirir suas posses de criptomoedas a um preço médio de US$ 30.664 por moeda. Considerando os preços de hoje, tem aproximadamente US$ 1 bilhão em perdas não realizadas.

Nos últimos meses, rumores indicavam que a MicroStrategy poderia vender algumas de suas participações devido à condição decepcionante do mercado de ativos digitais. Saylor rejeitou essa opção e até aconselhou grandes empresas de tecnologia a seguir seu exemplo e entrar no ecossistema do Bitcoin.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.