Adoção de Criptoativos: Economias emergentes à frente dos Estados Unidos

Detentor de bitcoin e de ouro, Dan Tapiero fala sobre adoção de criptoativos

O macro investidor diz que ainda é cedo para falar sobre a adoção generalizada, já que a proporção de usuários em relação ao resto da população permanece baixa.

Tapiero faz os comentários referindo-se a um estudo que coloca a Nigéria no topo da lista de países com o maior número de entrevistados que afirmam possuir ou usar criptomoeda.

De acordo com o estudo, 32% dos nigerianos pesquisados afirmam que usaram ou possuíam criptomoedas em 2020, enquanto no Japão, que é o último da lista, apenas 4% afirmam que possuíam criptomoedas em 2020. A pesquisa, conduzida pela Statista, mostra que países com economias emergentes como Vietnã (21%) e África do Sul (17%) têm mais entrevistados que afirmam usar ou possuir criptomoedas em 2020. A Espanha (10%) é o único país desenvolvido onde a porcentagem de entrevistados que possuem ou usaram criptomoedas chegar a números de dois dígitos.

Nos Estados Unidos, que parecia ser o foco do tweet de Tapiero, a porcentagem de entrevistados que confirmam possuir ou usar criptografia é de apenas 7%. Em seu tweet, Tapiero, que é o cofundador da 10T Holdings, infere que o mundo está vendo a criptografia que “ainda está no nascimento de uma nova classe de ativos global”. Alguns usuários do Twitter foram rápidos em consultar a metodologia do estudo e Tapeiro admite que “há países que pertencem a esta lista que não estão listados”.

Ainda assim, outro Twitter, Alexander Burgei insiste que os “dados são realmente claros” e que a adoção já está acontecendo, mas “apenas em países disfuncionais, como um backup para desvalorizar moedas”. Embora a adoção já esteja acontecendo em alguns países, o usuário do Twitter diz que “não será real até que seja tomada pelas potências ocidentais e pela China”.

Enquanto isso, em um tweet anterior, Tapiero afirma que “é o começo do fim para os bancos” e os exorta a “se adaptarem ou perecerem”.

Ele adiciona:

“É hora de mudar para o ecossistema de ativos digitais. Bitcoin é a garantia imaculada em seu centro. Todo um novo mundo agora crescendo junto com o sistema legado.”

Os comentários de Tapiero ocorrem no momento em que as empresas de fintech e pagamentos continuam a consumir a participação dos bancos na capitalização de mercado. De acordo com dados compartilhados pela Tapiero no Twitter, fintech e firmas de pagamento respondiam por menos de 10% em 2010. Este número cresceu para quase 30% de participação na capitalização de mercado.

Tradução: É o começo do fim para os bancos. Adapte-se ou morra. É hora de mudar para o ecossistema de ativos digitais. #Bitcoin é o colateral imaculado em seu centro. Um novo mundo crescendo junto com o sistema legado.
“Nunca é tarde demais para fazer a coisa certa.”

Há expectativas de que essa tendência continuará e os bancos que deixarem de abraçar as tecnologias emergentes perderão influência.

Fonte: Bitcoin News

Foto de André Cardoso
Foto de André Cardoso O autor:

André , ariano, engenheiro, empreendedor, trader de criptos profissional, palestrante e professor. Adora números, gráficos e aprender coisas novas.

andre.cardoso.btc/