Edward Snowden, Gavin Wood, David Chaum e Raullen Chai alertam sobre os riscos da centralização

Edward Snowden, Gavin Wood, David Chaum e Raullen Chai concordaram que, a tecnologia em mãos erradas, como governos, entidades centralizadas, como grandes corporações ou Big Tech, representam risco para a sociedade.

Depois do 11 de setembro, “o governo dos EUA, pela primeira vez foi capaz de assumir o controle de uma infraestrutura que já havia começado a entrar em cada casa, cada local de trabalho e agora, em cada bolso”, disse Snowden, referindo-se aos smartphones.

Snowden disse que, essa nova forma de autoritarismo e opressão começou a ocorrer por causa do 11 de setembro e, graças à tecnologia.

Conforme Snowden:

Os EUA tiraram proveito da tecnologia sobre a qual os smartphones foram construídos, explicou ele. Essa tecnologia é o que realmente mudou, eu acho, de uma forma histórica, pois, os Estados Unidos operaram em segredo com a vantagem de serem pioneiros.

Ele explicou que, os EUA então operaram em conjunto e conspirando com seus cinco aliados anglófonos, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e Canadá, para, “basicamente tentar estabelecer o que eles descreveriam como domínio da informação na Internet”.

Snowden, é um ex-analista de inteligência da NSA que se tornou denunciante, descreveu como seu controle se tornou invasivo, pois eles eram capazes de espionar qualquer pessoa em todo o mundo, simplesmente inserindo seu e-mail ou endereço IP em um software de vigilância. E foi isso que deu origem ao que em 2013 foi descrito como, vigilância global em massa.

Snowden disse que o Facebook, a Amazon, a Apple espionam as pessoas, ouvem, controlam e influenciam nossas vidas com informações e publicidade, sabendo que a maioria das gerações de hoje só leem as manchetes.

Gavin Wood e sua perspectiva única

Gavin Wood, co-fundador da Polkadot e presidente da Parity Technologies, participou de um vídeo-painel de discussão com Edward Snowden. Nele, Wood, cofundador da Ethereum, deu seu ponto de vista muito particular com sua forma única de expressão, que vem com sua perspectiva mais calculada e matemática.

No minuto em que as criptomoedas deixarem de serem descentralizadas, “elas deixarão de ter essa proposta de valor que o Bitcoin tinha e se tornarão apenas uma outra forma de serviço centralizado, não totalmente diferente da Amazon, Google, Facebook.”

Wood tem o crédito de cunhar o termo Web3, que ele previu que será “um experimento social muito interessante. Vamos ver o quanto o mundo se preocupa com privacidade, autossoberania e transparência, sabendo que as regras, as suposições sobre como um sistema ou serviço funciona, são verdadeiras.”

Wood, também um co-fundador da Ethereum, disse que, olhando para o futuro, em cerca de dez a vinte anos, “espero que a estrutura de aplicativos multiusuário massivamente, serviços globais que geralmente chamamos de Web, nos forneçam garantias, de fato. Garantias rígidas sobre as regras que são abertas e transparentes, que podemos ler, seja em código, seja em inglês, e uma crença confiável de que elas serão seguidas”.

David Chaum, o cientista da computação que preserva a privacidade

David Chaum, um cientista da computação, criptógrafo e pioneiro em tecnologias de preservação de privacidade, também subiu ao palco virtual no BlockDown. Ele também expressou sua oposição a entidades centralizadas, incluindo governos, bancos e redes sociais, porque eles coletam dados das pessoas e os usam em seu benefício.

Conforme Chau destacou:

Eu sei que se eu perder o acesso à minha conta do Bank of America, eu simplesmente ligo para alguém no telefone e eles podem redefinir minha senha se verificarem minha identidade. Isso ocorre porque os bancos são donos dos dados dos clientes e, por tê-los, têm poder sobre suas contas. O acesso aos dados pessoais também se tornou natural nas redes sociais, como o Facebook.

Chaum também deixou muito claro sua posição contra a centralização de dinheiro e criptomoedas, incluindo o Bitcoin. “A descentralização é o oposto da centralização, ou seja, o controle central das regras sociais, da atividade econômica e da informação”, disse Chaum antes de lamentar que vivemos em uma sociedade que “nos obriga a operar em um sistema centralizado, onde não temos controle ou privacidade de nossas informações.”

Raullen Chai: os riscos da centralização na nova economia da máquina

Dr. Raullen Chai, um cientista conceituado, criptógrafo e co-fundador da IoTeX, falou separadamente sobre seu projeto de Blockchain, mas descreveu um cenário assustadoramente semelhante.

O Dr. Chai estava falando sobre a gênese de uma nova economia de máquina que, no futuro, permitirá às pessoas retomar o controle de sua privacidade, dados, dispositivos inteligentes e o valor que eles geram. No entanto, ele disse que “ainda não funciona assim, infelizmente”.

“No momento, as máquinas são movidas por entidades centralizadas, computação em nuvem e fabricantes”, disse ele. “Este não é o caminho certo para nós. A centralização leva à monopolização da força de trabalho atual e futura. Isso é assustador e representa enormes riscos para a humanidade. ”

O especialista em segurança cibernética e ex-engenheiro de computação do Google e do Uber explicou que, “por exemplo, se a Tesla fosse proprietária de todos os carros autônomos em todo o mundo, seria muito fácil para o Big Brother (autoridades centrais) eliminar qualquer pessoa a qualquer momento simplesmente pressionando um botão.”

Chai disse que “máquinas inteligentes e automatizadas não devem pertencer ou serem, controladas por entidades centralizadas” e disse que é por isso que a missão da IoTeX é fornecer energia a bilhões de máquinas em escala, mas para o benefício das pessoas ”.

A Web3 traz muitas promessas, desde a privacidade até o empoderamento das pessoas sobre as autoridades e entidades centrais. Hoje, essas autoridades centralizadas exercem esse poder para exercer maior controle e influência sobre as massas. Eles também lucram e se beneficiam do uso antiético de nossos dados e dispositivos inteligentes e do valor que eles geram.

Fonte: CryptoSlate

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno.Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_