American Express registra marca e logotipos para uso no Metaverso e NFT

American Express

A rede de cartão de crédito American Express solicita registro ao departamento de Marcas e Patentes dos EUA

A American Express, a segunda maior processadora de pagamentos do mundo, registrou sete pedidos de marcas vinculadas a serviços virtuais e seu icônico logotipo Centurion, juntando-se aos pares financeiros JP Morgan, Visa e Mastercard na exploração de aplicativos Web3 de seu IP.

Os registros do Escritório de Marcas e Patentes dos EUA datados de 9 de março sugerem como a American Express pode desenvolver sua presença no metaverso, uma visão futura da Internet que pode ser mais imersiva usando fones de ouvido de realidade virtual (VR) e realidade aumentada (AR).

Os pedidos da American Express para proteger marcas registradas em software para cartões de crédito, viagens, serviços de concierge, um ambiente virtual para recreação e entretenimento e um mercado NFT. Também estão incluídos nos registros os planos para oferecer serviços de carteira para ativos digitais e blockchain, uma troca de moeda virtual e serviços de negociação de tokens de utilidade e digitalizados.

Enquanto alguns grandes bancos hesitaram quando se trata de criptomoeda, outros se envolveram com tecnologias baseadas em blockchain.

No ano passado, a Visa pagou 49,5 Ethereum (cerca de US$ 165.000 na época) por um CryptoPunk, uma série de 10.000 avatares pixelados, dizendo via Twitter: “Nos últimos 60 anos, a Visa construiu uma coleção de artefatos históricos de comércio. Hoje, ao entrarmos uma nova era de comércio NFT, a Visa dá as boas-vindas ao CryptoPunk #7610 à nossa coleção.”

No verão passado, a American Express começou a se interessar por NFTs, oferecendo aos membros do cartão uma série limitada de 14 NFTs com o artista SZA – cada colecionável digital custava US$ 100. E no mês passado, o JP Morgan lançou o Onyx Louge, um lounge virtual em Decentraland, chamando o metaverso de “oportunidade de US$ 1 trilhão”.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno.Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_