Amsterdã: Após ameaçados com explosivos, empresários devem pagar quantia em Bitcoin

Nenhuma empresa realizou o pagamento

Criminosos tem aterrorizado empresários em Amsterdã por meio de ameaças para receberem uma taxa de extorsão em Bitcoin.

De acordo com o NLTimes, diversas empresas da cidade receberam e-mails exigindo EUR$50.000 em Bitcoin. O conteúdo enviado explicita que a falta de pagamento resultará na implantação de granadas de mão ou uma “chuva de balas” nas instalações da empresa, forçando seu fechamento.

As empresas serão obrigadas a fechar temporariamente caso ocorra algum atentado ou tentativa.

“Provavelmente você notou o número de empresários que fecharam as portas por ordem do município. Para evitar que você seja o próximo, você deverá agir agora mesmo”, dizia uma parte da ameaça.

Para pagar a quantia exigida, as vítimas são instruídas a abrir uma conta na Coinbase ou Coinmama, comprar o valor em Bitcoin e transferir para um endereço especificado.

Leia mais: Circle se une a órgão finaceiro para desenvolver “Código de Conduta” global para criptomoedas

Ao longo deste ano, pelo menos três cafés e uma boate foram ameaçados. De acordo com os criminosos, o pagamento irá dobrar para EUR$100.000 caso a quantia não for transferida em 5 dias.

Os e-mails também exigem confidencialidade, alertando contra informar a polícia ou qualquer outro indivíduo.

A falha neste quesito faz com que a quantia em Bitcoin seja quadriplicada, atingindo o valor de EUR$200.000. Os criminosos também mencionam ações imediatas para que o negócio seja encerrado por 3 meses, no mínimo.

Até o momento, nenhuma empresa declarou ter pago a taxa de extorsão.

Leia mais: Tether abre conta bancária contendo US$1,8 bilhão nas Bahamas

FONTE: CCN

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli