Andreas Antonopoulos: Libra e a guerra da moeda fria

Andreas Antonopoulos comentou sobre o projeto do Facebook, Libra

Andreas Antonopoulos comentou no podcast do Let’s Talk Bitcoin, sobre o projeto Libra e uma guerra fria entre várias moedas ao redor do mundo. 

Antonopoulos comentou sobre a Libra, dizendo que em termos de tecnologia, o projeto está indo bem, principalmente porque as pessoas por trás dele têm conhecimento sobre o que estão fazendo e sobre o mundo da blockchain e criptomoeda. 

“Eles selecionaram algumas das melhores características das melhores criptomoedas, a tecnologia de ponta que existia por aí e avançaram um pouco nela”.

 Além disso, o influenciador do Bitcoin acrescentou que, dada a popularidade do Facebook, muitos ficaram intrigados com o projeto e isso levou muitas pessoas a prestarem atenção a esses ativos e a conhecerem os ideias dessas novas tecnologias e sua natureza descentralizada. 

Em particular, ele apontou que o Facebook, tendo acesso aos dados de mais de 2 bilhões de usuários sobre suas preferências e padrões de comportamento, investigou como atender às suas necessidades de acordo, resultando no lançamento da Libra.

Portanto, é razoável imaginar que os bancos centrais começaram a se perguntar se serão atingidos por essa iniciativa de alguma forma. 

Além disso, a Libra será apoiada por uma cesta de moedas fiduciárias usadas por consumidores nos mesmos países em que os governos pedem para emprestar seu dinheiro ou tentam limitar sua atividade, e isso foi descrito por Antonopoulos como “coisas muito sérias”. 

Em outras palavras, de acordo com Antonopoulos, o impacto da Libra vai muito além do mundo criptográfico e até afeta as moedas fiduciárias tradicionais. 

A esse respeito, Antonopoulos disse: 

“Agora entramos na era das guerras com moedas frias. O mundo está prestes a ter uma queda de cortina de ferro em moedas como nunca vimos antes. Vamos ver uma divisão fundamental entre Oriente e Ocidente na evolução das moedas estaduais, corporativas e criptomoedas abertas ”.

Não apenas a Libra e as criptomoedas descentralizadas participarão dessa guerra fria, mas também as próprias moedas fiduciárias, em uma espécie de grande competição global em que as moedas provavelmente começarão a se rivalizar, mesmo em estados onde apenas uma delas continuará sendo legal, como já teorizado em 1976 pelo vencedor do Nobel Friedrich A. von Hayek em seu famoso livro “A Desnacionalização da Moeda”. 

Imagem Jarmoluk por Pixabay.
Fonte: Cryptonomist

Foto de Mirian Romão
Foto de Mirian Romão O autor:

Graduada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e Pós-Graduada em Comunicação em Redes Sociais.

mirian_romao