Aplicativo Be My Eyes permite que você empreste seus olhos para um deficiente visual

Be My Eyes abre um mundo de possibilidade para deficientes visuais, reforçando sua independência na vida cotidiana

Você se considera ou pessoa boa ou prestativa? Ou melhor, você é uma pessoa que gosta de ajudar outra pessoas? Já pensou em ajudar alguém com deficiência visual? Não, não estamos falando de guiar velinhas para atravessar a rua (embora isso também seja válido). Na verdade trata-se de um aplicativo para smarthphones que conecta voluntários à pessoas com diferentes graus de deficiência visual. “Be My Eyes”, ou “Seja meus olhos”, em português, é um aplicativo simplesmente sensacional e você logo vai entender o motivo.

O jornal britânico Independent trouxe recentemente uma matéria muito interessante que conta a história de Hans Jorgen Wiberg, um homem de então 25 anos que começava a perder a visão (você pode ler a matéria do Independent, em inglês, clicando aqui).

Mesmo enfrentando uma limitação visual, Hans teve uma vida comum. Casou, teve filhos e foi à faculdade. E foi justamente na faculdade que ele teve uma ideia que mudaria a vida de milhares de pessoas. Ora, deficientes visuais precisam de auxílio para algumas tarefas, como verificar o valor de um boleto impresso, por exemplo. Embora você possa pensar que isso é não é um problema, já que basta pedir para um parente para ler para você e pronto, assunto resolvido.

Na prática não é bem assim. Primeiro porque nem todo mundo tem parentes próximos ou pessoas que estejam dispostas a ajudar. Segundo porque isso limita a independência dos deficientes visuais. Lembre-se, são pessoas idênticas a você, e que com certeza não querem ter sua independência limitada por uma condição clínica.

É lidando com esse tema que Hans pensou, cinco anos atrás, naquele que viria a se tornar o Be My Eyes. Hans explicou que sua ideia era ligar dezenas de milhares de voluntários em todo o mundo à pessoas com deficiência visual. Dessa forma, tarefas simples poderiam ser realizadas sem tomar muito tempo e esforço, em qualquer momento e em qualquer lugar.

Como funciona

Disponível gratuitamente para aparelhos Android e iPhones, Be My Eyes funciona como um serviço de duas pontas: um voluntário, após escolher o idioma, ajudará um deficiente visual através de uma chamada de áudio e vídeo ao vivo em tarefas dos mais diversos tipos. Seja lendo uma placa, verificando a data de validade de um alimento ou auxiliando na busca de algum objeto perdido no ambiente, sua ajuda certamente fará diferença na vida de uma pessoa.

O aplicativo conta com mais de 12 mil avaliações na Play Store e tem média de 4,7 estrelas. Os desenvolvedores explicam que o tempo médio para que uma chamada seja atendida por um voluntário é inferior a um minuto, o que aumenta o dinamismo no serviço.

Em 2018 o Jornal O Globo postou um vídeo em seu canal do youtube mostrando na prática o funcionamento do aplicativo. Você pode assistir o vídeo abaixo:

E ai, já baixou o Be My Eyes? Não deixe de contar pra gente como foi a sua experiência com o aplicativo.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.