Após COVID-19 e halving, Bitcoin agora registra seu menor nível de interesse em 3 meses

Interesse no BTC é o mais baixo desde março

O Bitcoin registrou seu menor nível de interesse em três meses, de acordo com dados recentes do Google Trends. O interesse na criptomoeda líder começou a desaparecer desde a conclusão do terceiro halving do BTC.

O BTC começou a receber muita atenção em janeiro, quando as notícias sobre a COVID-19 chegaram ao mainstream. A tendência continuou até meados de março, quando o Bitcoin caiu ao lado do mercado de ações global devido ao efeito de pandemia.

Como sempre, o enorme aumento de preços despertou curiosidade nas pessoas, o que elevou significativamente o interesse global pela criptomoeda durante esse período.

O Google Trends revela que a atenção que o Bitcoin recebeu diminuiu depois que o ativo cripto se recuperou do banho de sangue de março. Mas à medida que o terceiro halving se aproximava, tornou-se um centro de atenção novamente, com as pesquisas de BTC atingindo seu nível mais alto desde julho de 2019.

As pesquisas “Buy Bitcoin” também aumentaram à medida que mais pessoas procuravam maneiras de comprar a criptomoeda, durante o crash de março e antes do evento de halving.

Com o mundo agora ajustado à COVID-19 e o halving concluído, as buscas no Google pelo BTC diminuíram muito, para o menor nível desde março, enquanto também se aproximavam do nível mais baixo desde o início do ano.

bitcoin_searches

Procura por “Bitcoin”. Fonte: Google Trends

 

Nigéria lidera buscas por Bitcoin

Apesar do declínio no interesse global em Bitcoin, a Nigéria continua a dominar como a região com o maior interesse de pesquisa no BTC.

Um relatório anterior revelou que os nigerianos estão enlouquecendo com o BTC em meio à economia em dificuldades no país. O Bitcoin serve a diferentes propósitos para os jovens nigerianos. Enquanto alguns o usam como fonte alternativa de renda em termos de trade, outros o usam para transações internacionais, segundo o relatório.

Seguindo de perto a Nigéria, entre as 5 principais nações com maior interesse em Bitcoin, estão Áustria, Suíça, África do Sul e Gana.

regions

Buscas regionais por “Bitcoin”. Fonte: Google Trends

 

A Suíça estava na 5ª colocação no início do ano, mas subiu para a 3ª posição. O país é popular por seu Vale Crypto, que está prestes a se tornar um vale da morte após a recusa do governo em aprovar a solicitação de financiamento de US$ 103 milhões para estimular a indústria.

Fonte: CryptoPotato

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.