Após exchange citar margin trading, Binance Coin atinge US$34

Binance Coin registra grande valorização após publicação da exchange

O valor do token BNB recentemente viu uma valorização de 12% para atingir o pico de US$34 (maior valor já registrado) após a Binance brincar com o lançamento de margin trading, ferramenta de grande importância para o mercado de trading que tem sido muito aguardada na plataforma.

Em seu perfil no Twitter, a Binance citou a iniciativa com a apresentação de opções de planos de fundo para os usuários, perguntando se preferiam um fundo preto ou branco.

Changpeng Zhao, CEO da exchange, revelou que a plataforma adicionaria opções de margin trading no início do mês, durante um vídeo ao vivo realizado logo após o grande hack que desviou mais de 7 mil Bitcoins de sua hot wallet.

De acordo com o TechChruch, a criptomoeda foi testada em uma versão beta do margin trading por alguns usuários selecionados, e um porta-voz da exchange confirmou que a plataforma irá lançar a ferramente “em breve”.

margin trading permite que os traders utilizem seu saldo como garantia para operar em posições alavancadas, e apesar de oferecer grandes lucros, a prática também envolve grandes riscos. Até o momento a Binance havia evitado a ferramenta, ao passo que a Poloniex, Huobi Pro, BitMEX e Kraken permitiam que os traders negociassem com alavancagem.

Aparentemente o lançamento faz parte de um grande número de atualizações que a exchange pretende realizar.

Em janeiro foi lançada a Binance Jersey, que permite que os usuários negociem Bitcoin e Ethereum com euro e libra esterlina, assim como a DEX (exchange descentralizada), que está programada para permitir que os usuários negociem de suas próprias carteiras.

O salta do BNB

Após a postagem da Binance, a Binance Coin apresentou uma valorização de 12% em apenas 24h.

De acordo com o CryptoCompare, às 7h desta sexta-feira, a moeda atingiu o pico de US$34,54, e no momento da escrita é negociada a US$33,97. Ao longo do último mês o ativo registrou uma valorização superior a 54%, um número um tanto impressionante, visto que após o hack, a Binance foi forçada a desativar depósitos e saques e recorrer ao fundo SAFU pela primeira vez desde o seu lançamento.

Juntamente como o token BNB, outras criptomoedas também registraram valorização no mesmo período, como o Bitcoin, Ethereum, Ripple e Bitcoin Cash com uma alta entre 5% e 7%. Litecoin e o token Waves se destacam, com uma valorização de 11% e 22.9%, respectivamente.

FONTE: CRYPTO GLOBE

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli