Após situação com hackers, exchange sul coreana sofre com falso trading

A exchange Bithumb é alvo de grupo sofisticado de traders

Considerada uma das maiores do mundo, a exchange Bithumb está sendo explorada por uma equipe de traders.

Aparentemente, o grupo criou um falso volume de negociação de a aproximadamente US$250 milhões.

Percebendo uma atividade suspeita na plataforma da exchange, o trader Alex Krüger descobriu que o processo estava vinculado à uma oferta que havia sido recentemente lançada de forma promocional.

De acordo com ele, os tradings ilícitos ocorriam todos os dias, desde 25 de agosto, às 11h.

Leia mais: Empresa lança ICO e dá golpe na Coreia do Sul

A promoção possuía um sistema de recompensa de 120% em airdrop tokens (tokens gratuitos). O limite máximo diário era de US$900,000 por usuário.

Entretanto, o que foi descoberto por Krüger é que muitos traders realizaram uma atividade antiética e ilegal denominada “Wash Trading“. Essa prática consiste em criar ofertas iguais para o ganho de descontos em tarifas e em seguida, realizar o cancelamento das ordens de negociação.

A prática dessa técnica é proibida em diversas exchanges, e em alguns países é considerada crime financeiro. Grandes volumes passam segurança e otimismo aos investidores, que em casos de “wash trading” podem acabar com grandes perdas.

Analistas dizem que essa técnica pode facilmente render US150,000 aos traders. Uma quantia muito maior que a da promoção.

Todavia, não há provas claras da prática, e como os regulamentos ainda não abrangem muito bem esse tópico, manipulação de preço e volumes falsos continuarão fazendo parte do cenário da tecnologia.

Leia mais: Polícia russa confisca caixas eletrônicos de Bitcoin

FONTE: CRYPTOSLATE