Atualização do processo do XRP: CEO da Ripple está procurando documentos da Binance

Réus da Ripple seguem em busca de documentos que fortaleçam a empresa (e também os atores individuais) no processo movido pela SEC acerca das supostas vendas ilegais de XRP

Os advogados que representam o CEO da Ripple, Brad Garlinghouse, no caso contra a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), entraram com uma moção para descoberta internacional adicional em 2 de agosto.

Garlinghouse está tentando obter evidências da Binance Holdings Limited, uma subsidiária sediada nas Ilhas Cayman da maior exchange de criptomoedas do mundo.

Citando a Convenção de Haia, a defesa está pedindo ao tribunal que emita uma Carta de Requerimento em nome do réu para buscar a assistência da Autoridade Central das Ilhas Cayman.

O chefe Ripple acredita que a entidade Binance possui documentos exclusivos sobre suas transações de XRP, o que os torna relevantes para o caso:

“O Sr. Garlinghouse busca descoberta no exterior com base em sua crença de boa fé de que a entidade listada possui documentos e informações exclusivos sobre este caso e, especificamente, sobre o processo pelo qual as transações em XRP supostamente conduzidas pelo Sr. Garlinghouse em plataformas de negociação de ativos digitais estrangeiros fomos conduzidos.”

Os advogados de Garlinghouse continuam a insistir que a SEC falhou em alegar ofertas domésticas em sua reclamação emendada, e a obtenção de provas adicionais poderia apoiar a ação pendente do alto executivo para rejeitar o processo que foi aberto em abril.

Em junho, o cofundador da Ripple, Chris Larsen, que também foi citado como réu individual no caso, entrou com uma moção semelhante para obter documentos de um total de 14 exchanges de criptomoedas, incluindo a empresa-mãe da Bitfinex, iFinex, Bithumb, Bitstamp e outras de nomes notáveis.

A juíza Sarah Netburn, que preside as disputas de descoberta, deu luz verde ao pedido.

Os advogados de Garlinghouse afirmam que a SEC não se opõe à moção mais recente.

Em maio, a juiza Netburn também determinou que o regulador poderia continuar enviando solicitações a contrapartes estrangeiras para receber documentos de parceiros estrangeiros da Ripple e de criptomoedas.

Conforme relatado pela U.Today, o tribunal concedeu o pedido da SEC para estender a descoberta no caso Ripple por 60 dias.

A fase de descoberta pré-teste se arrastará até 15 de outubro.

A SEC abriu seu processo de sucesso contra a Ripple e seus principais executivos no final de dezembro por vendas supostamente ilegais de XRP.

Fonte: U.Today

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.