AWS MINING se pronuncia sobre incêndio em fazenda de mineração no Paraguai

Mineradora australiana fala sobre o incidente que destruiu uma de suas fazendas de mineração

Na última sexta-feira, 29 de março, foi noticiada a ocorrência de um incêndio na fazenda de mineração da AWS MINING na Ciudad del Este, Paraguai.

De acordo com um pronunciamento oficial da empresa, o incêndio ocorreu entre 14h e 16h e destruiu milhares de máquinas e servidores, causando um prejuízo de quase US$5 milhões. Até o momento não se sabe o real motivo por trás do incidente, mas não se pode descartar a possibilidade de superaquecimento das máquinas.

Para realizar um balanço dos danos e do impacto causado em seus serviços, a AWS anuncia que irá suspender temporariamente alguns processos de seu sistema, acrescentando ainda que os clientes não devem se preocupar pois “as recompensas continuarão a se acumular em suas contas.”

“Esperamos retomar a atividade normal novamente em uma semana ou duas. Pedimos que você seja paciente, pois trabalhamos com prudência para garantir que qualquer servidor ou máquinas danificadas sejam rapidamente substituídos.”

A empresa conclui afirmando que todas as outras fazendas de mineração estão seguras e operando conforme o esperado.

AWS MINING

Fundada recentemente, a empresa australiana oferece um serviço de cloud mining (mineração remota) e possui fazendas de mineração na China, Rússia e Paraguai.

Alegando possuir tecnologia própria, a AWS afirma controlar todas as etapas para que o cliente possa minerar remotamente investindo em poder de mineração (CMP), podendo desembolsar uma quantia entre US$40 (0.1 CMP) e US$4.000 (10 CMP), com suporte para pagamentos em Bitcoin, Ethereum, Litecoin e Bitcoin Cash.

Com o capital investido a empresa adquire equipamentos para minerar criptomoedas e ressarcir os clientes, prometendo dobrar o investimento em um período de 12 a 14 meses e permitindo saques diários mínimos de US$30. O valor sacado é dado em frações de Bitcoin, que o cliente pode optar por liquidar ou manter e vender na alta.

A empresa também oferece como ferramenta opcional o sistema de marketing multinível denominado “Programa de Afiliados”, no qual o investidor ganha ao convidar outros investidores a fazer parte da empresa, contando com o sistema de bônus de indicação, binário e bônus de performance, no qual o cliente tem direito a uma premiação a cada nível/graduação atingida.

Anteriormente o WeBitcoin noticiou que o SBI Holdings, um dos principais grupos de empresas financeiras do Japão, decidiu lançar a SBI Mining Chip Co. para adentrar com força o mercado de mineração de criptomoedas.

Ademais, foi relatado que em pouco mais de uma década a mineração ilegal de criptomoedas arrecadou mais de US$50 milhões. Os dados foram fornecidos pelos analistas Sergio Pastrana e Guillermo Suarez-Tangil após a análise de mais de 4 milhões de amostras de malware que na maioria dos casos visavam minerar Monero (XRM).

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli