AXA usará o Ethereum em seu novo seguro para atrasos em voos

O gigante francês de seguros AXA lançou um novo produto para atrasos em voos, que usa o ethereum para armazenar e processar pagamentos.

O Fizzy foi lançado como uma ferramenta de “seguro inteligente” que permitirá aos passageiros assegurar suas viagens caso seu voo sofra atrasados por duas horas ou mais.

O produto utiliza os smart contract (contratos inteligentes), um código auto executável que desencadeia o processo sempre que determinadas condições são atendidas em uma blockchain.

Para a AXA, a utilização do ethereum possui dois pontos principais: Ele mantém o registro acessível do seguro dentro de um contrato inteligente e serve como um mecanismo para desencadear o pagamento ao cliente sempre que a marca de duas horas for atingida.

O contrato inteligente decidirá se devemos ou não indenizar o titular da apólice e liberarmos o pedido de pagamento para o nosso sistema. Seu uso para liberação de créditos, aumentará a confiança no relacionamento segurador / titular da apólice”.

Em última análise, a AXA está posicionando a versão do produto como uma forma de obter mais transparência no processo de seguro.

“A criação de ofertas orientadas para o cliente é nosso objetivo na AXA. Ao remover as exclusões de seguros e usar um contrato inteligente ethereum para gerenciar as indenizações, aumentamos o nível de confiança que nossos clientes podem ter na AXA”, disse.

Leias mais: A Coreia do Norte está mirando nas Exchanges de Bitcoin da Coreia do Sul

De olho no futuro, a AXA analisa usos adicionais do ethereum para a oferta Fizzy.

Por enquanto, os pagamentos de seguros da Fizzy serão feitos em moedas emitidas pelo governo para o cliente. No entanto, a AXA disse que, no futuro, quer realizar esses pagamentos em ETH, a criptomoeda da ethereum.

“No futuro, incluiremos outros pagamentos e indenizações no ETH. Isso garantirá mais confiança no sistema de seguros, com mais clareza no processo de indenização (uma vez que a seguradora não enganará o segurado, que é o receio de muitos) “, Explicou Mounier.

Fonte: CoinDesk

Imagem: Freepik