Banco Central da Holanda considera regulamentar exchanges de criptomoedas

O país pretende se aproximar cada vez mais da tecnologia

De acordo com Klaas Knot, presidente do Banco Central Holandês, a instituição está trabalhando em parceria com a Autoridade para os Mercados Financeiros (AMF) para introduzir regulamentos para exchanges de criptomoedas.

Atualmente, os criptoativos não apresentam risco para a estabilidade financeira. Entretanto, autoridades estaduais devem se posicionar frente ao crescimento do mercado, evitando qualquer vulnerabilidade.

Durante uma conferência em Groningen, Knot discursou sobre os problemas relacionados às criptomoedas. Dentre eles, destacou lavagem de dinheiro, garantias de proteção ao investidor e a volatilidade do mercado.

Entretanto, declarou que as razões apontadas não justificam que o país se distancie da tecnologia.

Leia mais: Estado australiano irá lançar sistema de registro de imóveis baseado em Blockchain

Knot declarou que um dos grandes problemas de supervisionar criptoativos é a globalização dos instrumentos, dificultando a regulamentação dos serviços.

“Levando em consideração o caráter internacional das criptomoedas, é necessária uma abordagem global ou europeia. Entretanto, isso levará tempo. Enquanto isso, nós da equipe do banco holandês estamos considerando a possibilidade (…) de uma estrutura de supervisão proporcional para criptoativos.”, disse.

Segundo o comunicado, a abordagem visa regularizar exchanges de criptomoedas, assim que as disposições legais existentes cobrarem as operações dos foros de negociação.

“(…) a principal justificativa para nossa supervisão, apoiada por nosso mandato legal, é salvaguardar a resiliência e integridade do setor financeiro. As exchanges de criptomoedas são onde os ‘novos’ e ‘antigos’ sistemas financeiros se sobrepõe, e onde focaremos nossos esforços de supervisão.”

WeBitcoin: Banco Central da Holanda considera regulamentar exchanges de criptomoedas

Leia mais: Aplicativo de mensagens Telegram irá lançar versão teste de plataforma Blockchain

FONTE: CRYPTOVEST