Banir as criptomoedas irá retroceder a Índia em 40 anos, afirma Tim Draper

Tim Draper acredita que nova medida da Índia irá barrar o processo

Durante uma conversa com o Inc42, Tim Draper expressou sua insatisfação com o rumo que o setor de criptomoedas está tomando na Índia.

Como noticiado pelo WeBitcoin, o país considera (agora oficialmente) criminalizar o uso direto e indireto de moedas digitais não apoiadas pelo governo, visto que as autoridades locais possuem planos para lançar uma versão digital da rúpia. O envolvimento com criptomoedas pode gerar uma pena de até 10 anos de prisão, sem contar as severas multas que os infratores devem enfrentar.

De acordo com Draper, a proibição do setor é o mesmo que negar o progresso mundial.

“Eles estão, de fato, dizendo: “não vamos tolerar o progresso”. Isso os atrasará em 40 anos. Imagine se eles fizessem isso com a internet?”

Ele afirmou ainda que medidas como esta podem resultar no êxodo da população, visto que os indianos irão em busca de um local menos atrasado para viver.

“Eu suspeito que eles sairão para que possam viver uma vida melhor.”

Quando foi noticiado que a proibição passou de boatos e estava sendo oficialmente discutida, Draper declarou que a medida era patética e corrupta, visto que a Índia se encontra a ponto de banir uma moeda (o Bitcoin) que oferece “esperança de prosperidade em um país que precisa desesperadamente”.

Como noticiado anteriormente pelo WeBitcoin, o caso também foi comentado pelo programador John McAfee, que chegou a declarar que os cidadãos indianos estavam sendo punidos por utilizar o instrumento da liberdade.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli