Mesmo com queda, bilionário Bill Miller permanece otimista com o Bitcoin

Bill Miller continua convencido dos méritos do principal ativo digital
Bill Miller. Fonte: CNBC

Bill Miller continua convencido dos méritos do principal ativo digital

O investidor, gestor de fundos e filantropo norte-americano Bill Miller é um dos mais populares apoiadores do Bitcoin. Ele reforçou ainda mais sua posição durante o surto de COVID-19 e as controversas políticas financeiras que muitas instituições bancárias introduziram. Conforme mostrado pelo CryptoPotato, naquela época, ele argumentou que o Bitcoin é valioso porque “não pode ser tocado pelo governo”.

No início deste ano, Miller admitiu ter investido 50% de seu portfólio no BTC. Ele revelou ainda que sua primeira compra ocorreu há sete anos, quando o ativo estava sendo negociado a cerca de US$ 200. No entanto, ele acumulou mais durante o crash das criptomoedas do ano passado, quando o Bitcoin ficou em US$ 30.000.

Em entrevista recente à CNBC, o americano reiterou sua posição, dizendo que não entende investidores que não diversificam seus portfólios com a principal criptomoeda. Além disso, ele disse que não está preocupado com o declínio contínuo do mercado, pois já experimentou turbulência semelhante antes:

“Já passei por pelo menos três quedas de mais de 80%. Eu o possuo como uma apólice de seguro contra catástrofes financeiras […] Ainda não ouvi um bom argumento por que alguém não deveria colocar pelo menos 1% de seu patrimônio líquido em Bitcoin.”

Perguntado se vendeu uma parte de seu estoque de BTC recentemente, Miller disse: “a resposta curta é não”. No entanto, o investidor teve que negociar algumas de suas “coisas líquidas” para atender às chamadas de margem.

Uma chamada de margem ocorre quando o valor dos títulos em uma conta de corretagem cai abaixo de um determinado nível. Nesse ponto, o titular da conta deve depositar fundos adicionais ou vender alguns dos ativos para atender aos requisitos. Tendo em mente que o Bitcoin se encaixa na conta de ser “coisas líquidas”, ele pode ter sido responsável por algumas das vendas.

BTC é uma aposta segura, especialmente a preços mais baixos

Quase um ano atrás, Miller opinou que os traders deveriam ver o ativo digital como uma opção de investimento tentadora quando sua avaliação em dólar cair:

“Se eu gostei de algo a preços mais altos, é uma aposta segura que vou gostar ainda mais a preços mais baixos.”

Seus comentários vieram em um momento em que o BTC caiu para aproximadamente US$ 30.000. Atualmente, a criptomoeda é negociada quase ao mesmo preço, tornando sua opinião bastante relevante para a situação em tempo real.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.