Binance recebe aprovação para lançar um provedor de serviços de ativos virtuais na Espanha

Binance recebe aprovação para lançar um provedor de serviços de ativos virtuais na Espanha
Binance na Espanha. Imagem: Reprodução.

O Banco da Espanha aprovou as ambições da Moon Tech de se registrar como VASP no estado.

A maior exchange de criptomoedas do mundo – Binance – dobrou seus planos de expansão na Europa. A subsidiária da empresa – Moon Tech Spain – recebeu um aceno regulatório para se registrar como Virtual Asset Services Provider (VASP) no país ibérico.

Binance reforça sua presença na Espanha

De acordo com um documento compartilhado com a CryptoPotato, a luz verde do Banco da Espanha vem seis meses depois que a empresa afiliada da Binance – Moon Tech – solicitou o registro. Como resultado, a plataforma líder poderá oferecer serviços de troca e custódia de criptomoedas para clientes espanhóis. Tais soluções serão fornecidas em conformidade com os requisitos locais, incluindo regras de combate à lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo.

Além disso, o Banco da Espanha monitorará se a VASP e seus executivos cumprem a jurisdição profissional e comercial do país.

Changpeng Zhao – CEO da Binance – argumentou que “regulamentação efetiva” é vital para o progresso e adoção generalizada do setor de criptomoedas. Ele também disse que sua empresa investiu uma quantia considerável de fundos na criação de um ambiente seguro para seus clientes.

“O registro da MoonTech na Espanha é um reconhecimento do trabalho árduo e do compromisso de nossas equipes em fornecer uma plataforma que coloca a proteção dos usuários acima de tudo”, acrescentou Zhao.

Por sua vez, Quim Giralt – Diretor da Binance Espanha – assumiu que a licença permitirá à exchange expandir sua equipe e operações naquela região:

“Nos próximos anos, contrataremos talentos locais para atender o mercado de língua espanhola e ajudar a aumentar o ecossistema de criptomoedas local.”

Expansão da Binance na Europa

Em maio deste ano, a organização recebeu luz verde dos reguladores da França para se registrar como plataforma de negociação no país. Como provedora de serviços de ativos digitais (DASP), a Binance afirmou que fornecerá serviços de negociação e custódia de criptomoedas para usuários domésticos.

Pouco depois, a empresa obteve uma segunda aprovação regulatória no Velho Continente. Sua subsidiária italiana – Binance Italy – foi autorizada a servir como provedora de serviços de criptomoeda. No entanto, de acordo com a lei local, tinha que se registrar no “Organismo Agenti e Mediatori” (OAM).

Zhao elogiou a colaboração bem-sucedida entre sua empresa e o Ministério da Economia e Finanças italiano e a OAM, dizendo que o lançamento não seria possível sem a cooperação deles.

Vale a pena notar que, apesar de seu progresso na França e na Itália, a Binance teve alguns problemas com vários outros legisladores europeus. No verão passado, vigilantes na Alemanha e na Holanda interromperam os produtos derivados da empresa.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.