Binance explica os principais fatores para listar uma criptomoeda

Em uma entrevista à revista financeira Forbes, o CEO da Binance, Changpeng Zhao, revelou recentemente os critérios mais importantes que sua plataforma usa para listar uma nova criptomoeda.

Um dos primeiros critérios que a Binance usa para julgar se uma criptomoeda pode ser listada na plataforma é o número de usuários.

Mas também existem muitos outros fatores que podem influenciar a listagem.

Um dos critérios considerado muito importante é o número de endereços ativos na blockchain, seguidos de seguidores nas redes sociais e commits de código. No entanto, o número de usuários continua sendo o parâmetro principal:

“Se uma moeda tem um grande número de usuários, vamos listá-la. Esse é o atributo significativo e esmagador. Considere, por exemplo, tokens de meme, embora eu pessoalmente não os compreenda, se forem usados ​​por um grande número de usuários, nós os listamos. A gente passa pela comunidade, minha opinião não importa”.

Em junho, no blog da empresa, CZ escreveu uma postagem bastante clara sobre o assunto:

“Se você tem um grande número de usuários, seu produto tem valor. É o mais fácil de medir. Inclua as estatísticas do usuário no formulário de inscrição. Vai ajudar muito”.

De acordo com Sergei Khitrov, fundador da plataforma Listing.Help, grandes exchanges como a Binance, não precisam encontrar novos tokens para listar, mas sim fazer uma escolha precisa entre todos aqueles que se inscrevem para estar presentes na maior exchange do mundo.

“Esse é um dos principais problemas que muitos projetos não entendem. Eles devem começar com a construção de uma comunidade. E isso significa não 500 ou 10.000 pessoas em um canal do Telegram, mas uma audiência muito maior”.

Um total de 346 criptomoedas estão listadas atualmente na plataforma: de rainhas como Bitcoin, Ethereum, Litecoin, Tether e, claro, seu próprio token BNB nativo, que é atualmente a terceira criptomoeda mais capitalizada.

Mas também não faltam moedas de meme, como Dogecoin e Shiba, que também tiveram um desempenho incrível graças à listagem na Binance.

A Binance atualmente lida com um volume diário de transações de cerca de US $ 28 bilhões. Mas outras exchanges suportam muito mais criptomoedas, como Bittrex, que lista mais de 450 tokens em sua plataforma, sem mencionar as trocas DeFi, que podem listar até 3 ou 4.000 tokens.

Ser listado na Binance se tornou como um exame de graduação, uma espécie de divisor de águas para uma criptomoeda, para medir seu verdadeiro crescimento e potencial de crescimento futuro, no mundo da criptomoeda.

Fonte: Cryptonomist

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8