Binance reforça seus fundos SAFU em US $ 1 bilhão

Binance

Tendo coincidência dos risco de ataque hackers, a Binance apresenta o Security Asset Funds for Users (SAFU) avaliado em US$ 1 bilhão

O fundo de seguro de emergência é composto por Bitcoin, BUSD e BNB que protege os interesses dos usuários da Exchange e visa apoiar os usuários vítimas em um possível roubo.

Os fundos SAFU são reunidos, alocando 10% de todas as taxas de negociação acumuladas na rede Binance. E torna a plataforma capaz de remediar a situação em que os fundos dos usuários são comprometidos.

Embora a Binance tenha trabalhado tanto para trazer um alto nível de segurança, ela também entende o potencial de violações de segurança em que hackers podem acessar contas de usuários ilegalmente ou golpistas podem usar golpes comuns para fraudar pessoas online. Portanto, a necessidade de um pacote de seguro garantiria aos usuários emergências de hackers.

Em uma declaração da Binance diz:

Criar um pool de segurança para proteger os fundos dos usuários é fundamental para manter a confiança e a transparência dentro do ecossistema, especialmente na mente de clientes e reguladores. Quando os usuários souberem que seus fundos estão segurados contra possíveis violações, eles serão encorajados e confiantes para continuar participando e negociando adequadamente.

Binance influencia outros a adotar medidas de segurança

A Binance pede que outras exchanges centralizadas levantem esses tipos de fundos e publiquem seus endereços de carteira de fundos de seguro. Ele protege o ecossistema e demonstra aos reguladores e partes interessadas como as plataformas de criptomoedas seguram e gerenciam coletivamente os fundos dos usuários, disse a Binance.

Hoje, os ecossistemas de criptomoedas se tornaram o meio de investimento preferido para gerar renda passiva por meio da reserva de valor de longo prazo. Agora, mais pessoas procuram entrar no mundo digital que oferece liberdade financeira e alternativas viáveis ​​de investimento para quem procura diversificar suas fortunas.

Portanto, para garantir uma participação sustentável no espaço, as plataformas de criptomoedas devem garantir que os fundos dos usuários estejam protegidos na situação de um possível acidente.

A parceria com as empresas de tecnologia mais recentes também ajudará as plataformas de criptomoeda a atingir esse objetivo. Eles podem garantir a integridade das transações e contas dos usuários monitorando a única atividade realizada na plataforma, para que uma entidade suspeita possa ser sinalizada imediatamente.

Há também a necessidade de estabelecer um atendimento ao cliente reforçado que empregue uma equipe de especialistas apaixonados para satisfazer a comunidade sobre as vulnerabilidades existentes, possivelmente levando à recuperação de fundos perdidos de usuários. As trocas de criptomoedas também podem difundir a educação sobre tópicos de segurança, como reconhecer uma pirâmide e esquemas Ponzi, além de aprender sobre ransomware.

Ele conclui que uma das etapas críticas para proteger as trocas de criptomoedas contra ataques cibernéticos crescentes é o suporte ao cliente para orientar os usuários sobre inovação tecnológica, educação e seguros. Isso significa que os usuários desempenham um papel crucial em manter os hackers afastados.

A adoção de pequenas medidas de segurança pelos clientes, como 2FA (autenticação de dois fatores), aumentando a segurança do dispositivo e aprimorando o gerenciamento de senhas, ajuda bastante a proteger as contas dos usuários contra cibercriminosos. E, por sua vez, evita o roubo.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_