Bitcoin: A bolha estourou!

Bitcoin Crash

Tivemos uma queda de mais que 30% nos últimos 30 dias do Bitcoin  e até os mais otimistas, as vezes, tremem na base no Hodl.

Muito se fala do vencimento dos contratos futuros no dia 14/11 e da grande guerra entre os times SV e ABC da Bitcoin Cash no pós-fork.

Veja a análise abaixo:

Bitcoin: A Bolha estourou?

Os maiores antagonistas do Bitcoin sorriem com o “Eu avisei” trincado nos dentes. Outros até comemoram a “perda” financeira de alguns amigos por simples orgulho.

Mas a questão é entender: O que é o Bitcoin?

O que é a Blockchain? Quais são os problemas que eles resolvem?
Qual é a essência por trás das moedas digitais?

O grande segredo por trás de tudo isso é a: Descentralização – O Bitcoin não é gerado por nenhum Banco Central, Instituição ou governo; ninguém controla e os BTCs que estão na sua carteira são, realmente, seus. Ninguém mexe, ninguém gerencia – só você – você tem total autonomia sobre o seu dinheiro.

Além disso, a Blockchain garante a confiabilidade dos processos internos. Segurança e a resolução dos problemas quanto ao gasto duplo; não mais cartões clonados, ou fraudes do tipo.
Além da transparência, do sistema open source. Qualquer pessoa pode ver qualquer transação na rede, desde a primeira transação até a última.

Transações rápidas, baratas e sem burcracia.
Imagina enviar qualquer quantidade, do Brasil para o Japão, em segundos.

E para fechar: a moeda digital é deflacionária.
Temos algo importantíssimo: a escassez

Nós sabemos a quantidade total exata de Bitcoins que serão produzidos: 21 milhões de unidades.
E também sabemos  a quantidade exata que já foi minerado.

Agora quanto dólares têm no mundo, exatamente?
Quantos reais? Quantos Euros?

Procura e veja várias estimativas diferentes.

Custo de Mineração

Com o preço atual, fica inviável a mineração de Bitcoins, pois nos países onde a energia elétrica é mais barata, podemos estimar um custo entre $5300 a $5800 para minerar 1 Bitcoin.

Com o preço atual chegando a $4200, fica inviável minerar e muitos dos mineradores desligam as máquinas para não operarem no prejuízo (veja aqui), inclusive diminuindo a dificuldade  de mineração na rede.

Porém, muitos ainda continuam minerando pela certeza da essência que venho falando neste artigo: O Bitcoin e a Blockchain são muito mais que isso e essa tendência de baixa é temporária.

Podemos ver agora nas coisas boas que estão por vir

Isso, ainda tem coisa boa para acontecer

No dia 12/12 será lançada a Bakkt, plataforma intercontinemtal de negociação de criptos criada pela ICE que é a empresa responsável pela bolsa de Nova York (NYSE).

Muitos entusiastas acreditam que o lançamento da Bakkt trará muitos investimentos institucionais para o mercado dos criptoativos o que pode gerar um novo ‘Bull Run’ para o Bitcoin.

Imagina a entrada dos grandes de Wall Street.

Além disso, para o começo do ano que vem, temos a expectativa, finalmente, da aprovação dos ETF’s propostos, principalmente da CBOE.

Ainda temos a evolução da Lightning Network (LN) e também novas soluções em Blockchain pipocando no mercado a todo tempo.

Com a LN e a entrada de capital intitucional, ainda temos, por consequência, o uso e adoção em massa das criptos nos pequenos e grandes comércios, bem como nas empresas para pagamento de taxas e salários.

Fora o burburinho dos governos e estudos corporativos do mercado.

Tem muita coisa para acontecer ainda.

E aí, o que você acha?
Bitcoin: A bolha estourou?