Bitcoin cai forte pela segunda quarta-feira seguida

Bitcoin iniciou tendência de queda de curto prazo no dia 23

Pode ser o surgimento de um padrão, ou simplesmente uma coincidência. O fato é que o Bitcoin caiu pesado pela segunda quarta-feira seguida, arrasando o mercado e puxando as altcoins junto com ele.

É bem verdade que a queda da última semana foi mais expressiva, principalmente pela velocidade que devastou o mercado. Contudo, não podemos desprezar uma queda de mais de US$ 700.

Gráfico por: TradingView

 

No gráfico acima é possível perceber que a queda teve início na parte da manhã, aproximadamente às 10 horas. Nas 4 horas seguintes o BTC caiu sem dar trégua aos investidores. Durante a redação desse texto a principal criptomoeda é negociada na faixa de US$ 8730.

Outro detalhe importante diz respeito à tendência de curto prazo, que iniciou uma queda no dia 23 de fevereiro, descendo o preço do ativo de forma constante até a queda mais acentuada de hoje.

Tanto para os que operam contra a tendência quanto para os que abriram longs antes do dia 23, manter o stop calibrado é fundamental para evitar grandes perdas em movimentos como o de hoje.

Altcoins sangram

Faz tempo que temos o acontecido de hoje e de semana passada quase como regra: se o Bitcoin cai forte, as altcoins despencam junto.

Diversas moedas tiveram perdas massivas, com destaque para EOS (novamente), Litecoin, Dash e Bitcoin SV. Essas moedas acumularam perdas de, em média, 15% nas últimas 24 horas.

bitcoin altcoins queda

Movimento muito semelhante pôde ser visto, quando o Bitcoin caiu e levou as altcoins com ele. Naquela quarta-feira a EOS chegou a acumular perdas de 19%.

Se existe alguém que ainda não percebeu o padrão, certamente vale a pena se atentar a isso agora, seja para lucrar em shorts, seja para evitar prejuízos com stops precisos.

Por fim, antes de entrar em ondas de desespero, lembre-se que quedas como a da última quarta e a de hoje são comuns. Diversos traders aproveitaram a alta recente do Bitcoin para finalizar posições e realizar o lucro.

Faltando menos de três meses para o halving, é bastante provável que vejamos o BTC revertendo a atual tendência de curto prazo, buscando então novas altas.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.