Bitcoin Cash já apresenta queda de mais de 80% no hashrate após o halving

Com hashrate despencando, até mesmo Roger Ver abandonou a mineração de Bitcoin Cash

A situação do Bitcoin Cash começa a se desenhar como desesperadora, no mínimo. Após registrar hashrate de 3.9772 EH/s na manhã de ontem (08), o BCH viu seu poder de mineração despencar vertiginosamente. Para se ter uma ideia, durante a redação desse texto o BCH possui apenas 748.7246 PH/s de poder computacional, uma queda de mais de 80% em menos de dois dias.

hashrate bitcoin cash

Gráfico de Hashrate do Bitcoin Cash por: coinwarz.com

 

Como se o abandono da rede não fosse suficiente, até mesmo seu principal patrono e defensor, Roger Ver, parece estar de saída.

Segundo informações do CryptoBriefing, Roger Ver abandonou quase inteiramente a mineração de Bitcoin Cash, com seu pool BTC.com diminuindo seu hashrate em 92%.

Agora, o BTC.com operado pela Bitmain conseguiu capturar mais de 51% dos blocos da rede, expondo o BCH a um ataque de 51%. Outros pools de mineração seguiram o exemplo, deixando a segurança da rede de mineração do Bitcoin Cash em mínimos de vários anos em relação ao Bitcoin.

mineração rede bitcoin cash

Dados por: BTC.com

 

Essa situação é extremamente grave, como explicamos nesse texto. Em linhas gerais, após o halving do Bitcoin Cash, o Bitcoin pai passou a ser quase 80% mais rentável para minerar do que o BCH.

Isso causou um êxodo em massa de mineradores. Em um efeito cascata, o halving diminuiu a recompensa da mineração, o que reduziu os ganhos, reduzindo o interesse pela mineração do ativo, o que levou os mineradores a procurar outras moedas mais rentáveis. Com menos interesse na mineração a segurança cai, deixando a rede vulnerável a um ataque de 51%.

O que resta nesse momento para o Bitcoin Cash é esperar. Tanto para que não ocorra um ataque, como para que a mineração pare de cair até que ocorram os halvings do Bitcoin pai e do Bitcoin SV.

Após esses dois eventos é possível esperar por uma normalização na rede do Bitcoin Cash. Até lá, o último que sair apaga a luz.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.