Bitcoin chega a US$ 35.000 enquanto o estímulo de Biden prejudica o dólar americano

Seria o Bitcoin como um “Nêmesis” para o dólar?

O Bitcoin retomou sua tendência de alta antes da sessão de Nova York na segunda-feira, com os traders pesando suas oportunidades de risco contra os planos de estímulo do presidente dos EUA Joe Biden e seu potencial impacto de baixa sobre o dólar dos EUA.

A criptomoeda carro-chefe recuperou US$ 34.500 após uma alta de até 6,83%, enquanto sua capitalização de mercado ultrapassou US$ 636 bilhões. Seu movimento para cima veio após uma sessão deprimente de sexta-feira e fim de semana, em que o preço caiu para $ 28.372 em determinado momento.

Bitcoin, cryptocurrency, BTCUSD, BTCUSDT

Bitcoin sobe em meio aos problemas de enfraquecimento do dólar americano. Fonte: BTC/USD em TradingView.com

 

Em outro lugar no mercado de criptomoedas, a Ethereum explodiu em mais de 21 por cento para reivindicar um novo recorde de alta acima de $ 1.470. Outros tokens, incluindo Litecoin, Bitcoin Cash e Binance Coin, também valorizaram na faixa de 5 a 6%.

No geral, o mercado de criptomoedas adicionou US$ 40 bilhões às suas reservas nas 24 horas anteriores.

BTC encontra estímulo

Os ganhos do Bitcoin ocorreram depois que Biden assinou duas ordens executivas, uma das quais aumentaria os gastos com o programa federal de assistência alimentar e agilizaria a entrega de cheques de estímulo. O presidente dos EUA tem planos de fornecer pelo menos US$ 1,9 trilhão em fundos de ajuda em meio às consequências causadas pela pandemia do coronavírus.

O clima diminuiu a demanda pelo dólar-porto-seguro, cuja força em relação às principais moedas estrangeiras do mundo caiu 0,2 por cento durante a noite. Enquanto isso, a posição líquida especulativa vendida sobre o dólar também atingiu seu nível mais alto na última década, na semana encerrada em 19 de janeiro.

US dollar index, DXY, US dollar

Índice do dólar americano recua após testar a resistência perto de 90. Fonte DXY em TradingView.com

 

Isso ressaltou ainda mais que o sentimento do mercado para o dólar é de baixa, impulsionando a popular narrativa anti-fiat do Bitcoin entre os especuladores, graças à correlação negativa entre eles desde o crash do coronavírus em março.

“Espere um estímulo fiscal e monetário máximo até que a atual taxa de desemprego de 6,7% caia para 4% – ainda um longo caminho a percorrer”, disse Dan Tapiro, cofundador da DTAP Capital.

Reunião do Fed

Sinais de novas vantagens para o Bitcoin também aparecem na forma da reunião do Federal Reserve na quarta-feira. Lá, o presidente do banco central dos EUA, Jerome Powell, espera dizer que não tem planos de retroceder no programa de compra de títulos em aberto do Fed e nas taxas de juros ultrabaixas.

“O processo de redução do QE é provavelmente um processo gradual que pode durar ao longo de 2022 e, em seguida, potencialmente seguido pelos primeiros aumentos das taxas no final de 2023”, escreveu o analista de câmbio do MUFG, Lee Hardman.

“Nessas circunstâncias, continuamos a acreditar que é prematuro esperar que o dólar americano se recupere agora, em antecipação ao aperto das políticas à frente, e ainda vemos espaço para fraqueza adicional este ano”, acrescentou.

As perspectivas de uma queda prolongada do dólar americano também aumentaram a capacidade do Bitcoin de manter $ 30.000 como seu nível de suporte de longo prazo. Grandes instituições, como a Grayscale Investments, aumentam suas reservas de Bitcoin no mesmo nível.

https://twitter.com/fintechfrank/status/1353685351219531781?ref_src=twsrc%5Etfw

“Não há dúvida de que o impulso do fluxo institucional em Bitcoin é o que distingue 2020 de 2017. E não há melhor métrica para capturar esse impulso institucional do que a trajetória de fluxo do Bitcoin Trust da Grayscale na Figura 6.

Fonte: NewsBTC

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.