“Bitcoin não pode se tornar um sistema financeiro global”, diz fundador da Ripple

Chris Larsen discorreu sobre Ripple e Bitcoin durante participação em podcast

O fundador da Ripple network, Chris Larsen, disse que o modelo de consenso de Proof of Work (PoW) do Bitcoin não pode se tornar um sistema financeiro global; portanto, os bancos podem não ser capazes de confiar nele para validar transações, declarou ele em no recente podcast Block Star, centrado na Ripple .

Embora durante o podcast tenha tentado explicar “como os ativos digitais ajudem a criar uma economia sustentável”, Larsen disse que o Bitcoin era a tecnologia certa que veio no momento econômico certo, oferecendo um sistema de financiamento descentralizado. Ao contrário da maioria, ele não acredita que o Bitcoin tenha sido a solução para a crise econômica na época.

Larsen, entrevistado pelo CTO da Ripple David Schwartz durante o podcast, disse que teria sido mais interessante para o Bitcoin se ele fosse criado como um movimento contra o que causou a crise na época.

Embora nem todas as promessas esperadas pelo Bitcoin tenham sido cumpridas, Larsen disse que a nova mudança no sistema monetário é suficiente para dizer que traria sustentabilidade à economia.

Quando perguntado sobre o foco da Ripple (e XRP) e por que há necessidade de uma revolução, Larsen disse que a falta de interoperabilidade na transação está afetando a economia.

Falando sobre características do XRP e do XRP Ledger, Schwartz perguntou como as tecnologias habilitam a “Internet de Valor”. Larsen respondeu que precisa ser rápido, muito barato e aberto a todos.

Ele explicou ainda que, quando se trata de pagamento, essa rede precisa ser determinística e que a história não pode ser reescrita por ninguém, daí o maior problema com o modelo de Proof of Work do Bitcoin.

Larsen também disse que, como os mineradores podem reescrever a história, o Bitcoin não pode se tornar o sistema financeiro global ou substituir o SWIFT, enquanto o XRP pode.

Ripple traz solução definitiva que desafia o SWIFT

O SWIFT, que é uma rede de pagamentos internacional adotada por mais de 11.000 bancos e instituições financeiras, segundo Larsen, não conseguiu diversificar de seu objetivo principal, enquanto a Ripple decidiu se transformar em uma empresa focada nas companhias.

Larsen argumentou ainda que o principal componente SWIFT dos pagamentos transfronteiriços foi fundamentalmente quebrado porque eles operam com base em um sistema construído nos anos 70.

Durante o mesmo podcast, Larson explicou que o modelo de Proof of Work é centralizado porque é mais controlado pelos mineradores, repreendendo o Bitcoin pelo fato de que seu código não pode ser alterado, exceto se os mineradores concordarem completamente.

Fonte: News Logical

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.