Bitcoin na Nigéria atinge o nível mais alto de otimismo

Bitcoin Nigéria

Os nigerianos estão otimistas com o futuro do Bitcoin, mesmo ele estando em tendência de baixa, o país atinge um dos níveis mais alto

Como o conhecimento alimenta o otimismo e a participação, a Nigéria emergiu como a principal nação com as maiores taxas de otimismo sobre o futuro do Bitcoin em 60%, de acordo com um estudo da Block, Inc., de propriedade de Jack Dorsey.

Outros países com altos níveis de otimismo no Bitcoin (BTC) são: Índia, Vietnã, Argentina e África do Sul, registrando 58%, 56%, 55% e 52%, respectivamente.

Otimismo Bitcoin
Nível de otimismo e ceticismo referente ao futuro do Bitcoin por país – Fonte: Block, Inc

Em relação à consciência de criptomoeda, o Bitcoin foi duas vezes mais conhecido em 88% em comparação com o Ethereum em 43%. Dogecoin (DOGE) ficou em terceiro lugar com 31%. De acordo com o relatório:

A consciência do Bitcoin é maior do que a de qualquer outra criptomoeda globalmente, de longe, com 88% dos adultos entrevistados tendo ouvido falar especificamente do Bitcoin.

Em termos de faixas etárias, os millennials e os baby boomers lideraram o grupo com os mais altos níveis de conscientização do BTC. O estudo observou:

Globalmente, os millennials e os baby boomers, em particular, têm os níveis mais altos de conscientização do Bitcoin em 92,5% e 89,2%, mas todas as faixas etárias têm uma conscientização relativamente alta.

A maioria dos entrevistados reconheceu que o Bitcoin foi um trampolim para uma economia mais justa.

Por outro lado, a falta de conhecimento do Bitcoin foi o maior obstáculo para comprá-lo. De acordo com a pesquisa:

41% daqueles que dizem ter níveis de conhecimento sobre criptomoedas de razoável a especialista dizem que são muito propensos a comprar Bitcoin nos próximos 12 meses, em comparação com apenas 7,9% daqueles com conhecimento limitado ou nenhum sobre o assunto.

Block, Inc., anteriormente Square, pesquisou em conjunto com a Wakefield Research entre 10 e 28 de janeiro e entrevistou mais de 9.500 adultos com 18 anos ou mais nas três regiões. 4.360 eram da Europa, Oriente Médio, África (EMEA), 2.860 da Ásia-Pacífico (APAC) e 2.375 das Américas.

Portanto, não é surpresa que a Nigéria receba a maior parte do otimismo do Bitcoin, já que 35% dos nigerianos entraram no espaço cripto em um período de 6 meses, de acordo com um estudo recente da exchange de criptomoedas KuCoin.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_