Bitcoin será ofertado pelo maior Banco da Colômbia

O Bancolombia em breve oferecerá aos seus clientes a possibilidade de comprar e vender Bitcoin por meio de uma parceria com a Gemini

A Exchange de criptomoedas Gemini em breve oferecerá comércio de Bitcoin sem atrito com o governo da Colômbia, para clientes do maior Banco do país, Bancolombia, disse a imprensa em um comunicado, nesta segunda-feira, 06 de Dezembro. No entanto, não está claro se os usuários poderão retirar seus fundos, um recurso vital para alcançar a soberania financeira que o Bitcoin permite.

A parceria faz parte de um programa piloto patrocinado pelo governo. Ele será lançado em 14 de dezembro, dando a um grupo inicial de clientes do Bancolombia, uma rampa ininterrupta de entrada e saída para negociar Bitcoin por meio da Exchange.

A parceria também serve como um passo importante para a expansão estratégica da presença da Gemini na América Latina. Esperamos trabalhar juntos ao ecossistema de criptomoeda colombiano e apoiar produtos de cripto que capacitem os colombianos a assumirem o controle de suas vidas financeiras.

O governo da Colômbia lançou um programa piloto de um ano por meio do regulador financeiro do país, Superintendência Financeira da Colômbia (SFC), para levar serviços de Bitcoin e criptomoeda aos cidadãos de uma forma mais direta.

A criptomoeda não tem fronteiras por natureza e temos o compromisso de expandir o acesso à criptomoeda para indivíduos em todo o mundo.

O Bancolombia faz parte do Grupo Bancolombia, uma holding que também possui o Banistmo, o maior Banco do Panamá e da América Central; BAM, da Guatemala; e Banco Agrícola, que atende clientes em El Salvador. O grupo tinha 17,8 milhões de clientes em, 31 de dezembro de 2020, de acordo com seu relatório .

Em janeiro, o SFC anunciou que havia escolhido nove Exchanges de criptomoedas entre 14 candidatos para participar do piloto. Além da Gemini, a lista incluía a Binance e a mexicana Bitso. A Binance tem parceria com o terceiro maior Banco da Colômbia, Davivienda, e o aplicativo de pagamentos digitais Powwi, enquanto a Bitso vai colaborar com o Banco de Bogotá.

Fonte: Bitcoin Magazine

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_