Bitcoin surpreende analistas em uma interessante correção

Com o aumento na volatilidade do Bitcoin, momento é de atenção

A atualização de ontem do mercado sugeriu uma queda contínua de acordo com a afirmação dos analistas de que o Bitcoin pode testar novamente os níveis de suporte anteriores depois de voltar abaixo da marca de U$ 10.000.

A possibilidade de o Bitcoin ter uma tendência de baixa para até U$ 8.000 e abaixo não foi uma especulação cega, já que as últimas semanas mostraram que os vendedores estão se encarregando da ação do preço.

E embora os compradores ainda possam continuar seu declínio, um aumento inesperado disparou o preço do Bitcoin para o preço de US $ 10.095, com quase 4% em ganhos em relação ao dólar. Contudo, nas últimas horas o BTC sofreu um grande revés, sendo negociado por volta dos U$ 9500 durante boa parte da manhã.

O jogo de troca foi um padrão de reversão de alta de longa data, como mostrado pelo gráfico de negociação da exchange Bitfinex, onde os compradores empurraram o preço até U$ 10.185, aproximando-se dos níveis de resistência de U$ 10.200.

Antes dessa grande ascensão, o Bitcoin foi rebaixado até U$ 9.534. Pouco depois, por volta das 21:00h (horário de Brasília) de ontem, o preço foi corrigido com uma formação de alta que o empurrou de volta acima da marca de U$ 10.000.

O que esperar agora?

Com a segunda metade do ano se aproximando, o mercado de criptomoedas está antecipando uma possível repetição de sua alta histórica de 2019, de U$ 13.380 em junho.

Apesar de não estar perto da alta geral de quase U$ 20.000,00 do Bitcoin em dezembro de 2017, o restante de 2019 poderia ser um divisor de águas para os compradores que, em comparação com dois anos atrás, representou uma queda de mais de 20% em preço e capitalização de mercado.

Enquanto alguns economistas acreditam que esse declínio tem mais a ver com o fato de o BTC não ter nenhum valor intrínseco, os usuários de cripto são da opinião de que a adaptabilidade e as políticas reguladoras estão suprimindo o crescimento geral da Bitcoin.

Com mais e mais Millenials entrando no espaço das criptomoedas e mais investidores institucionais investindo muito nas criptos e seus futuros, a reafirmação de que as criptomoedas estão aqui para ficar nunca foi tão pronunciada quanto agora.

Fonte: ZyCrypto

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.