Bitcoin ultrapassa US$ 18.500, mas amplo ‘gap’ na CME pode impedir sua alta de preços

“Imenso gap” na CME pode obrigar o Bitcoin a recuar

O Bitcoin atingiu uma alta anual de $ 19.400 antes de registrar uma correção de preço de 14% na semana passada. A correção de preço depois de três semanas derrubou os preços do Bitcoin para perto da marca de US$ 16.400 na sexta-feira. O Bitcoin conseguiu se recuperar em mais de US$ 2.000 desde então, já que seu preço atingiu uma alta diária de US $ 18.669 e parece pronto para outra ação de alta do preço.

Bitcoin

Fonte: CoinMarketCap

 

A correção de preço na semana passada não foi uma surpresa. De fato, veteranos do trade disseram que a retração do mercado durante a corrida de alta não é grande coisa e o Bitcoin já viu correções de preço de 30%. O rally de alta em curso trouxe a mesma fanfarra em torno da criptomoeda como fez em 2017, a única diferença sendo que os investidores institucionais estão apostando na moeda-rei para impulsionar ainda mais seu dinheiro, em vez de minimizá-la como uma bolha da internet.

JP Morgan acredita que o Bitcoin pode cair mais

O JP Morgan Chase previu anteriormente que o preço do bitcoin poderia cair ainda mais, uma vez que a “espuma” inicial que carregou o preço do BTC por tanto tempo se dissipou. Nikolaos Panigirtzoglou, estrategista do JP Morgan, escreveu em sua análise:

“A espuma anterior no posicionamento dos traders de momentum foi eliminada em grande medida”

A contínua alta do preço do Bitcoin é em grande parte atribuída à FOMO institucional, onde grandes fundos de hedge e empresas de gestão de ativos tradicionais revelaram que seus clientes institucionais estão ativamente adicionando Bitcoin a seu portfólio, visto que o veem como um hedge de inflação. O estrategista do JP Morgan acredita que o fluxo de comércio no Bitcoin da Grayscale será um fator-chave na determinação do preço do BTC. Ele explicou:

“Uma falha do Grayscale Bitcoin Trust em receber fluxos adicionais nas próximas semanas também lançaria dúvidas sobre a ideia de que investidores institucionais, como escritórios familiares, embarcaram em uma tendência de abraçar o Bitcoin como ouro digital, substituindo o ouro tradicional como um investimento de longo prazo.”

O que vem a seguir para o preço do BTC

O Bitcoin começou sua alta de preços quase um mês atrás, quando ultrapassou a resistência chave de $ 13.000 e, desde então, a criptomoeda conseguiu superar qualquer pequena resistência em seu caminho para $ 19.000. A correção de preço estava acertada, já que o Bitcoin já travou duas vezes ao consolidar cerca de $ 18.500.

No momento, muitos estão apontando para o enorme ‘gap’ (lacuna) na CME que se formou no fim de semana, o que provaria ser um obstáculo de curto prazo para o preço do Bitcoin. A diferença aumentou para quase US$ 2.000 e espera-se que o preço do BTC corrija até US$ 17.000 para preencher a lacuna atual.

Acredita-se que o Bitcoin muitas vezes tende a preencher o gap na CME antes de subir ou descer, mas nem sempre, pois há vários gaps não preenchidos em $ 9k e $ 11k que ainda não foram preenchidos.

“Os futuros de Bitcoin abrem a semana com um gap monstruoso de US$ 1.300 na CME, um dos maiores gaps de todos os tempos” – apontou o analista Zack Voell.

Fonte: CoinGape

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.