Bitcoin pode despencar para US$ 19.000 novamente e taxas da Ethereum caem antes do evento Merge 

Bitcoin pode despencar para US$ 19.000 novamente e taxas da Ethereum caem antes do evento Merge 

Graficamente falando, o Bitcoin tem poucas horas para retornar a US$ 22.000 ou mercado enfrentará problemas.

Como aponta o site U.Today, o Bitcoin pode enfrentar outra queda para US$ 19.000. A principal razão pode estar no fato de os ursos fornecerem uma grande pressão de venda com a qual o BTC, para grande decepção de todos os principais detentores de criptomoedas, luta.

De acordo com um gráfico compartilhado pelo analista Will Clemente em 24 de julho, se o BTC cair abaixo da faixa de US$ 22.000 por qualquer motivo, provavelmente veremos uma queda para a zona de US$ 19.000. No entanto, muitos traders e analistas esperam que o Bitcoin não caia abaixo do limite de US$ 22.000 mais uma vez, pois há uma abundância de entradas no mercado, o que torna o preço futuro um problema real para o mercado.

Vale a pena notar, porém, que os fluxos institucionais ainda estão em um nível relativamente baixo, o que fala contra o sucesso do Bitcoin no mercado no futuro próximo.

Taxas da Ethereum caem antes do evento Merge

A taxa média de sete dias da Ethereum caiu para apenas 16,98477 Gwei, atingindo o nível mais baixo este ano, segundo a plataforma de dados blockchain Dune Analytics.

As taxas da Ethereum permanecem relativamente baixas, apesar do fato de o preço da segunda maior criptomoeda ter subido no último mês. No domingo, o ETH subiu para US$ 1.664, o nível mais alto desde o início de junho, antes de reduzir os ganhos.

O recente aumento de preço aconteceu logo antes da tão esperada atualização Merge, que permitirá que a rede faça a transição para o algoritmo PoS. No entanto, a fusão não reduzirá as taxas de gás, embora a Ethereum 2.0 consuma muito menos energia em comparação com a iteração de PoS de computação intensiva da segunda maior criptomoeda.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.