Blockchain, maior carteira de Bitcoin, adiciona Ethereum em sua plataforma

A Blockchain, plataforma popular de Bitcoin, está lançando hoje uma opção para que os usuários façam negociações com a criptomoeda ethereum. Essa é a primeira vez em que a empresa adiciona uma nova criptomoeda em sua carteira desde seu lançamento em 2011.

Anunciado hoje, o lançamento também coincide com uma nova parceria com o ShapeShift, serviço de troca de criptomoeda, que permitirá aos usuários transferir fundos entre suas carteiras bitcoin e ethereum, sem precisar enviar fundos para um serviço centralizado.

Mas enquanto os executivos da Blockchain focam em como a novidade permitirá que os usuários de varejo continuem a experimentar as criptomoedas, nos comentários, eles também insinuaram as possíveis aplicações comerciais que podem estar disponíveis com o serviço.

O CEO Peter Smith disse em um comunicado:

“À medida que a popularidade do ethereum cresceu, o desejo dos nossos clientes é ter a opção de gerenciar vários ativos digitais dentro de suas carteiras na Blockchain. Estamos entusiasmados em apresentar essa nova funcionalidade à nossa comunidade e continuaremos a encontrar formas de fornecer melhores recursos digitais a nossos clientes”.

A empresa disse que está aberta para oferecer outros serviços aos usuários de ethereum, sugerindo que suas ferramentas de dados podem passar por uma revisão em breve. Também foi mencionada a possibilidade de uma carteira de software estar disponível para usuários empresariais.

A empresa disse que o lançamento hoje não foi projetado para desenvolvedores ou empresas.

No entanto, tais avanços podem ser impulsionados por novos financiamentos. A Blockchain recentemente arrecadou US $ 40 milhões em uma rodada de financiamento da Série B, com um grupo de investidores que inclui o bilionário Richard Branson. O que gerou mais de US $ 70 milhões até o momento no financiamento de risco, de acordo com os dados do CoinDesk.

Outros serviços também adotaram o ethereum nos últimos dias, incluindo a exchange de criptomoeda Bitstamp e o Falcon Private Bank, um banco privado com sede na Suíça que adicionou suporte ao ethereum um pouco mais de um mês depois de começar a oferecer serviços de bitcoin.

Fonte: CoinDesk