Bolsonaro menciona Bitcoin no programa do Ratinho: “Aquela moeda virtual”

Presidente Jair Bolsonaro declara que não sabe “como é que mexe nesse trem”

Na última terça-feira (4) o presidente Jair Bolsonaro participou do quadro “Dois dedos de Prosa” no programa do Ratinho, onde falou sobre uma série de questões que preocupam tanto o governo quanto a população, dando destaque especial à reforma da previdência (veja o vídeo completo da entrevista clicando aqui).

Em certo momento da conversa, Bolsonaro discorria sobre o corte de gastos quando mencionou o caso criptomoeda indígena que foi vetada pela Ministra Damares no início do ano.

Como noticiado anteriormente pelo WeBitcoin, a decisão de criar uma criptomoeda voltada à população indígena foi o resultado de uma parceria de RS$44,9 milhões entre a FUNAI e a UFF (Universidade Federal Fluminense).  O contrato, assinado em 28 de dezembro (3 dias antes do encerramento do governo Temer), foi considerado “vultoso” pelo novo governo, pelo grande capital envolvido.

Bolsonaro mencionou o caso algumas vezes em seu perfil no Twitter. Em uma delas, disse que o capital seria utilizado para comprar Bitcoin, generalizando o mercado e demonstrando pouco conhecimento sobre o setor.

No programa, Bolsonaro declarou que Damares descobriu um projeto da FUNAI que direcionaria milhões “para ensinar índios a mexer com Bitcoin”. Questionado pelo apresentador sobre o que seria Bitcoin, o presidente respondeu: “Nem eu sei. É aquela moeda… virtual”.

“Eu não sei como é que mexe nesse trem ainda não, ta.”

Em dado momento do programa, Bolsonaro afirmou que “na Amazônia tem mais ONG do que índios”, em uma tentativa de explicar a razão pela qual cortou a verba de determinadas organizações, acrescentando que grande parte das ONGs não trabalham com boas intenções.

Em dado momento do programa, foi citada a possibilidade de realizar uma alteração (de layout, supostamente) nas cédulas do dinheiro corrente. De acordo com Bolsonaro, o caso ainda está sendo discutido, mas a iniciativa precisaria de um sinal verde da economia para ser levada adiante.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli