Bradesco anuncia integração em rede blockchain da R3

Banco Bradesco integra outra iniciativa blockchain

De acordo com um comunicado de imprensa, o Bradesco acaba de se tornar a mais nova instituição a se juntar à rede blockchain de trade finance Marco Polo, da R3.

Um dos maiores bancos do Brasil, o Bradesco possui um total de US$338.2 bilhões em ativos, e uma capitalização de mercado de US$49.1 bilhões.

A rede Marco Polo implementa a tecnologia blockchain Corda da R3 juntamente com uma plataforma de trade finance distribuído da TradeIX, desenvolvida para oferecer melhores custos e eficiências, assim como transparência, às soluções tradicionais de trade finance (financiamento do comércio) para bancos comerciais.

A rede já conta com grandes bancos de renome, como BNP Paribas, ING e a Corporação Bancária Sumitomo Mitsui. Outros membros de alto nível incluem o Standard Chartered Bank e o NatWest. O comunicado de imprensa aponta ainda que a Marco Polo é a “maior rede de bancos comerciais impulsionando o blockchain para o trade finance“.

O anúncio também afirma que a plataforma blockchain oferece soluções técnicas como APIs e um aplicativo encorporado ao ERP desenvolvido para inovar o financiamento de capital de giro.

Aparentemente, bancos membros podem realizar experimentos com a tecnologia e compartilhar sua experiência de implementação antes que eles comecem a diferenciar suas respectivas soluções de financiamento do comércio na plataforma.

Daniel Cotti, o Diretor Geral do Centro de Excelência, Banca e Comércio para a Rede Marco Polo, destacou o ímpeto da criação de uma rede de trade finance alimentada por blockchain, observando que os processos de negociação atuais são comprometidos graças à falta de conectividade.

Tal fragmentação ocorre de forma ostensiva entre instituições financeiras e seus clientes, assim como no próprio setor bancário comercial e trabalhadores terceirizados. Cotti acrescentou que o Bradesco é o primeiro da América Latina a integrar a Marco Polo.

Em março deste ano, a rede conduziu com sucesso sua primeira operação de financiamento de comércio em um acordo envolvendo duas companhias alemãs e o grande banco Commerzbank. Na última semana, o Raiffeisen Bank International (RBI), da Áustria, também se uniu à Marco Polo.

Em julho de 2018 uma outra plataforma blockchain de trade finance chegou no mercado, a We.trade da IBM.

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli