Bulish? Quantidade de Bitcoin armazenado em exchanges diminui enquanto baleias acumulam

O Bitcoin armazenado nas exchanges está diminuindo continuamente, enquanto as baleias seguem aacumulando, especialmente após o surto de COVID-19

Um relatório recente sugere que a quantidade de Bitcoin armazenado nas exchanges está diminuindo enquanto as baleias do BTC aumentam seus acervos e isso é otimista para o preço do Bitcoin.

O relatório também destacou que os investidores têm um horizonte de tempo muito maior para suas participações agora em comparação com os anos anteriores.

Queda na quantidade de BTC armazenado em exchanges

Em seu último relatório compartilhado com a CryptoPotato sobre o comportamento dos investidores de Bitcoin, a popular empresa de pesquisa Digital Delphi explorou o número de Bitcoins armazenados em exchanges de criptomoedas. O documento indica que, se o estoque de BTC nas plataformas aumentar, isso pode colocar pressão de venda.

Contudo, este não é necessariamente o caso durante as corridas de alta, já que os investidores de varejo frequentemente “deixam o BTC nas exchanges e os traders usam o BTC como garantia de margem”. Alternativamente, no caso de o preço do ativo subir enquanto o estoque na exchange diminui, isso normalmente implica uma tendência de acumulação.

O relatório indicou que o Bitcoin armazenado nas exchanges marcou um recorde histórico de 2,96 milhões em meados de fevereiro. Desde então, a tendência se inverteu e o número caiu para menos de 2,6 milhões.

Bitcoin Price/Bitcoin Stock On Exchanges. Source: DigitalDelphi

Preço do Bitcoin / Bitcoin armazenado em exchanges. Fonte: DigitalDelphi

 

A Digital Delphi argumentou que a razão por trás dessa diminuição do BTC nas exchanges é porque os investidores estão provavelmente se preparando para um período de hold de longo prazo. Mais importante, porém, o relatório destacou um declínio substancial no interesse comercial especulativo em Bitcoin, enquanto a mentalidade HODLing aumentou.

“Ao contrário da tendência de alta de preço de 2019, que coincidiu com o aumento do estoque de BTC, esta tendência atual viu uma divergência entre o estoque de BTC e o preço. Isso sugere um movimento ascendente mais sustentável para o BTC, em comparação com o de 2019, pois os dados indicam uma base de titulares com horizontes de tempo mais longos. ”

As baleias do Bitcoin não diminuíram a velocidade de acumulação

Os dados da Digital Delphi reafirmaram relatos anteriores de que as baleias do Bitcoin, ou seja, endereços contendo entre 1.000 e 10.000 BTC, continuam a acumular grandes porções. A empresa destacou que as baleias estão em uma maratona de compras desde o início de 2020, já que suas participações aumentaram 9% no ano.

Além disso, as ações do Federal Reserve dos Estados Unidos para imprimir grandes quantias em dólares desde o início da pandemia de COVID-19 aceleraram o acúmulo das baleias.

“Desde a expansão da oferta de USD M2 em março, houve um aumento de 7% na posse das baleias.”

De acordo com o documento, isso apenas enfatiza a narrativa de que o Bitcoin serve de proteção contra a inflação do dólar, e “o dinheiro inteligente está claramente apostando nisso”. É importante notar que o importante investidor dos EUA, Paul Tudor Jones III, comprou BTC no início deste ano para se proteger precisamente contra o aumento da inflação.

Bitcoin Whales HODLing. Source: DigitalDelphi

Baleias do Bitcoin HODLing. Fonte: DigitalDelphi

 

Fonte: CryptoPotato

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.