Câmara de Deputados dos EUA aprova força-tarefa para identificar uso de criptomoedas para fins terroristas

Projeto de lei prevê recompensa na identificação de terroristas

Nesta quarta-feira (26 de setembro) a Câmara dos Deputados dos Estados Unidos aprovou uma força-tarefa para combater o uso de criptomoedas para fins terroristas.

De acordo com os registros públicos, a resolução seria uma versão modificada do projeto de lei proposto em janeiro pelo deputado Ted Budd.

WeBitcoin: Câmara de Deputados dos EUA aprova força-tarefa para identificar uso de criptomoedas para fins terroritas

Segundo publicação oficial no site do Congresso, a medida foi aprovada por toda a Câmara por voto e por voz.

Leia mais: Investidores desenvolvem esquema para contornar proibição de ICO’s na China

O documento especifica que a operação deve fornecer conclusões “no prazo máximo de 1 ano após a data de promulgação” da lei.

Uma das principais atualizações em relação ao projeto anterior é uma seção sobre prevenção do uso de criptomoedas para evitar sanções. A seção prevê que os reguladores relatem usos potenciais em até 180 dias após a promulgação do projeto de lei.

A força-tarefa possui uma política de recompensas para impulsionar os reguladores. Aparentemente, há um valor sugerido de no máximo US$450000 para “qualquer pessoa que forneça informações que levem à condenação” de um indivíduo envolvido com terrorismo.

Leia mais: Coréia do Norte cria esquema utilizando criptomoedas para evitar sanções americanas

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_