Candidato à presidência da Nigéria promete implementar política voltada ao Blockchain e criptomoedas caso seja eleito

O magnata pretende “alfabetizar” a população em relação à tecnologia

Atiku Abubakar, candidato da oposição do atual líder nigeriano, declarou que o país irá adotar o blockchain e as criptomoedas caso ele seja eleito nas próximas eleições.

Em seu plano de governo, Abubakar cita planos para o desenvolvimento de uma política geral que implementará matérias voltadas ao blockchain e criptoativos desde a escola primária até a universidade.

Atualmente Atiku é o principal concorrente dentre mais de 50 candidatos para derrotar o presidente Muhammadu Buhari nas eleições de 2019. Representando o Partido Democrático do Povo, Abubakar é um magnata dos negócios, possuindo empresas desde a área da agricultura até a mídia.

Além da inserção da tecnologia no dia-a-dia da população, o candidato revelou planos para desenvolver uma economia baseada e alimentada por inovações na área da informação. Enfatizou ainda que seu governo irá melhorar os índices de alfabetização em diversas tecnologias.

“Minha missão é garantir que a economia da Nigéria responda aos desafio da economia do conhecimento do século XXI, acompanhando o ritmo tecnológico incrivelmente dinâmico”, declarou.

A ideia proposta pelo candidato entra em detrimento com o atual governo nigeriano, que não simpatiza com os ativos.

Godwin Emifiele, responsável pelo Banco Central da Nigéria, chegou a comparar criptomoedas a um jogo, e aparentemente o restante das autoridades possui a mesma postura.

Entretanto, os cidadãos nigerianos continuam a explorar a tecnologia, recorrendo aos ativos com cada vez mais frequência em busca de um meio mais barato e rápido de enviar e receber dinheiro do exterior para se proteger da inflação na moeda nacional.

FONTE: BITCOIN.COM

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli