Cazaquistão quer impulsionar o desenvolvimento da indústria cripto dando concisões favoráveis

Cazaquistão

O presidente do Cazaquistão, Kassym-Jomart Tokayev, ordenou que o ministério crie condições favoráveis para o desenvolvimento do ecossistema digital

Segundo Kaztag, que citou o serviço de imprensa presidencial, Tokayev falava em uma cúpula do setor financeiro realizada no Centro Financeiro Internacional de Astana ontem.

O centro estatal já abriga várias empresas relacionadas a criptomoedas, incluindo muitas que trabalham no setor de mineração. O Cazaquistão, que oferece às indústrias acesso à eletricidade de custo relativamente baixo, também tem invernos frios, tornando-se um local ideal para muitos mineradores.

Isso, juntamente com uma abordagem relativamente pró-negócios para a regulamentação de mineração de cripto, levou a um crescimento na mineração no país nos últimos anos – com muitos mineradores de Bitcoin (BTC) se mudando para o Cazaquistão da China após a repressão de cripto liderada por Pequim no ano passado.

Mas parece que Tokayev não se contenta em simplesmente permitir que os mineradores se estabeleçam no país e tributá-los sobre sua renda.

O presidente afirmou que a nação “deve aproveitar ao máximo” seu “potencial” no setor de criptomoedas.

Ele afirmou:

Nosso país é o segundo maior produtor de criptomoedas do mundo. No entanto, não devemos apenas manter o status quo, onde nos concentramos em [fornecer] matérias-primas [energia]. Para isso, o governo, juntamente com os reguladores financeiros e o Astana International Financial Center, deve criar condições favoráveis ​​para o desenvolvimento de um ecossistema digital abrangente.

Vários altos funcionários nacionais e internacionais do setor financeiro participaram da cúpula. Estiveram presentes representantes dos setores público e privado.

Os comentários de Tokayev vêm apenas um mês depois que o presidente se encontrou com o CEO da exchange de criptomoedas Binance Changpeng “CZ” Zhao em Nur-Sultan.

A dupla falou sobre “a possibilidade de criar um hub regional para a indústria de criptomoedas no Cazaquistão”, informou a Interfax.

Zhao assinou um memorando de entendimento com o Ministério de Desenvolvimento Digital, Inovações e Aeroespacial, com a Binance e o ministério se comprometendo a apoiar o crescimento do Astana International Financial Center.

As partes também discutiram “perspectivas de cooperação de longo prazo” no setor de “finanças digitais” e prometeram lançar “programas educacionais conjuntos” para ensinar mais aos cidadãos sobre a tecnologia blockchain.

Em outros lugares da Ásia Central, o Uzbequistão indicou que também poderia tentar incentivar os mineradores a começar a operar no país, mas apenas se eles usarem energia verde para isso. Um decreto governamental recente , autorizado pelo presidente Shavkat Mirziyoyev, indicou que a nação estava pronta para “desenvolver a economia digital e o setor de circulação de criptoativos”.

O governo anunciou medidas que forçarão os mineradores a usar energia solar, e fazer uso de seu próprio hardware gerador de energia.

A mineração de criptomoedas, escreveu o governo, deve ser realizada apenas por “pessoas jurídicas” que fazem uso de “energia elétrica fornecida por uma usina solar fotovoltaica”.

Para se qualificar como um minerador “legal”, as empresas devem se inscrever para se tornarem membros de um registro nacional de empresas de mineração de criptomoedas aprovadas. Os certificados de aprovação são válidos um ano após o registro inicial, após o qual precisam ser renovados.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_