Centro comercial sul-coreano proíbe comerciantes de minerar Bitcoin

Um shopping da Coreia do Sul adotou medidas para banir os comerciantes de realizarem mineração de moedas digitais, como bitcoin e ethereum em suas lojas. O Yongsan Electronics Market, localizado em Seul, afirmou a proibição. Os motivos para isso são os custos elétricos e a preocupação com o início de um incêndio devido ao aumento da temperatura ambiente, informa o Korean Economic Daily.

O relatório afirma:

“Os comerciantes que utilizam PCs (escavadores)  estão aumentando no shopping, há queixas sobre o consumo de energia e o aumento da temperatura ambiente, o que gera preocupações com incêndios.”

Ele acrescentou:

“Quando uma máquina de mineração é operada, uma quantidade considerável de energia é consumida. Como resultado, o preço da conta de luz aumenta significantemente (devido ao imposto progressivo) nos distritos comerciais, o que aumenta a carga de custo para todos os comerciantes.”

Esta notícia chega em um momento em que o Bitcoin está despertando grande interesse na Coreia do Sul.

Em maio, foi relatado que o preço da bitcoin estava mais de US $ 3.800 na Coreia do Sul, enquanto os preços médios mundiais estavam em US $ 2.514. O relatório acrescentou, no entanto, que o baixo volume de negociação e o número limitado de investidores e fornecedores, na época, poderiam ter facilitado a manipulação do mercado.

A Coreia do Sul parece interessada em adotar essa nova tecnologia. Tanto que o governo sul-coreano está agora emitido licenças para as empresas, incluindo a execução de serviços de transferência de moeda estrangeira mediada por bitcoin para permitir transferências de dinheiro internacionais para fundos pequenos. Além disso, o país está se preparando para regular e legalizar a moeda digital.

FONTE: Cryptocoinsnews